Lembrança de Elsa em Frozen 2 revela easter-egg sobre outro sucesso da Disney

Pai de Elsa lendo A Pequena Sereia
Pai de Elsa lendo A Pequena Sereia (Reprodução)

Que Frozen 2 é um sucesso todo mundo sabe. O filme lançado no final do ano passado conquistou o título de animação mais bem-sucedida de todos os tempos em números de bilheteria. O que pouca gente sabe é que ele faz uma discreta referência a A Pequena Sereia. A sequência da Disney mostrou o reino de Arendelle começando a se desfazer por razões misteriosas que remontam a uma floresta mística distante, relacionada a histórias que as personagens principais Elsa e Anna ouviram quando crianças.

Com o filme agora disponível para streaming por causa do coronavírus, o público voltou sua atenção para pequenos detalhes e easter-eggs que poderiam ter perdido nos cinemas. Um exemplo disso é a menção indireta do filme a um autor famoso que inspirou todo o universo Frozen: Hans Christian Andersen.

A referência de Hans Christian Andersen ocorre durante a viagem de Elsa ao interior da geleira mística Ahtohallan. Lá, ela é recebida com manifestações de gelo de suas próprias memórias, bem como as de seus ancestrais. Uma lembrança mostrava uma versão jovem de seu pai, e ela perguntando que livro ele estava lendo.

O pai responde que é algo de “algum novo autor dinamarquês”. Esta é uma referência ao autor dinamarquês Hans Christian Andersen, um escritor que foi responsável por escrever A Rainha da Neve. Este texto de 1844 serviu de inspiração criativa para toda a franquia Frozen, que já havia prestado homenagem a Andersen através dos nomes dos personagens de Frozen Hans e Kristoff.

Mas as referências não param por aí. Na mesma cena, quando Elsa se aproxima dele, é possível ver a capa do livro que ele está lendo, que tem uma sereia desenhada, indicando que ele está lendo A Pequena Sereia, de autoria Andersen. Escrita em 1837, a história foi adaptada para um musical animado da Disney em 1989.