Frozen 3: Josh Gad está incerto sobre desenvolvimento do terceiro filme

Frozen 2 (Imagem: Divulgação/Disney)

Depois de duas animações de grande sucesso, um terceiro filme de Frozen parecia ser uma possibilidade para a Disney. No entanto, Josh Gad não está muito certo de que isso irá acontecer. O dublador de Olaf não sabe se uma nova sequência será produzida, destacando que tudo depende do desenvolvimento da história.

“Eu não sei. Quero dizer, a questão é a seguinte: Frozen 2 não foi o Frozen 2 até que houvesse uma razão para existir. E da mesma forma, não sei se e quando haverá um Frozen 2. Isso está muito acima da minha alçada, mas o que posso lhe dizer é o seguinte: houve uma oportunidade de pegar esses personagens e trazer novamente uma sensação de esperança e inspiração. E é por isso que a equipe da Disney e eu nos unimos nas últimas duas semanas para fazer At Home With Olaf . E assim a saga Frozen continua, mesmo que não seja necessariamente na forma de um terceiro filme”, disse o ator em entrevista concedida ao Pop Culture.

Apesar da incerteza, o dublador não descarta completamente a possibilidade. “Mas vamos ver! Se sempre há uma história que vale a pena contar, tenho certeza de que [a diretora e roteirista] Jennifer Lee e a equipe incrível da animação da Disney contarão essa história um dia”.

Já sobre as chances de estrelar um derivado focado em Olaf, Gad foi confiante em sua resposta. “Provavelmente não”, afirmou, quando questionado. “E eu vou lhe dizer o por que. Sinto que Olaf realmente faz parte do tecido das histórias reais que incluem Anna, Elsa, Kristoff, etc. E para mim, separá-lo desse grupo não necessariamente se justifica e não parece merecido”. Por fim, o ator acrescentou: “Tendo dito isso, a única coisa que eu disse publicamente que faria, seria fazer algumas séries que permitiriam a Olaf recapitular outros filmes como ele faz em Frozen 2. Isso é algo que eu faria”.

Com direção de Chris Buck e Jennifer Lee, com base no roteiro de Lee, Frozen 2 segue Elsa, Anna e seus amigos em uma jornada de descobrimento para além de Arendelle. A sequência arrecadou mais de US$ 1,4 bilhão mundialmente, se tornando a maior bilheteria de uma animação de todos os tempos.