Game of Thrones: Liam Cunningham revela reação sobre possível romance de Davos e Missandei

Liam Cunningham revelou rejeição ao saber que os criadores queriam lançar um romance com entre seu personagem Davos e Missandei (Nathalie Emmanuel) (Imagem: Reprodução / HBO)

Se ao assistir Game of Thrones você tinha a impressão de que poderia haver algo entre a profetisa Missandei (Nathalie Emmanuel) e Davos Seaworth (Liam Cunningham) saiba que não foi o único. De acordo com o próprio Cunningham, a ideia de um relacionamento entre os dois personagens lhe foi proposto pelos produtores, mas ele recusou a ideia. 

Ao NME, o ator afirmou que a diferença de idade entre os atores poderia dar certa inconsistência a Davos. Na época das gravações, ele tinha 56 anos e Nathalie, 28.“Quando conhecemos Daenerys pela primeira vez, Benioff e [o diretor] Mark Mylod queriam que Davos tivesse uma queda por Missandei e eu lutei contra eles.”

“Foi a única coisa que eu já fiz para enfrentá-los. A mulher é uma deusa, mas com a história de Davos com Lyanna Mormont (Bella Ramsey) e Shireen (Kerry Ingram), você não poderia deixar que ele tivesse tesão por uma jovem”, afirmou ele.

Cunningham contou que, em certo momento, precisou ser franco para Benioff e D. B. Weiss, produtores de GoT: “Vocês não estão desfazendo meu trabalho árduo, gerando a simpatia do público para que ele seja um pervertido”.  O próximo trabalho do ator será como Man-At-Arms na sequência de Masters of the Universe, da Netflix. 

Copo de Café

Talvez o maior descuido de toda a produção de Game of Thrones foi o fato de terem esquecido um copo de café que acabou vazando no ar. Logo, a imagem repercutiu nas redes sociais, e o produto foi eliminado na edição. Porém, a gafe ficou marcada para sempre na história da série.

O episódio será lembrado pelos criadores da série David Benioff e Dan Weiss, no livro Fire Cannot Kill a Dragon, escrito por James Hibberd. Benioff disse: “Eu não conseguia acreditar. Quando recebemos o e-mail sobre isso no dia seguinte, honestamente pensei que alguém estava nos pregando uma peça, porque houve coisas antes em que as pessoas ficavam tipo, ‘Oh, olhe para aquele avião ao fundo!’ e alguém o colocou no Photoshop. Eu pensei, ‘Não tem como ter uma copo de café aí’. Então, quando vi na TV, pensei: ‘Como é que não vi isso?’”, lembrou Bennioff em um trecho da obra divulgado pelo The Hollywood Reporter.

“Eu tinha visto aquela cena mil vezes e sempre olhamos para seus rostos ou como a cena se adaptava às fotos de cada lado dele”, acrescentou Weiss. “Senti que éramos os participantes de um experimento psicológico, como em que você não vê os gorilas correndo ao fundo porque está contando as bolas de basquete. Toda produção que já existiu tinha coisas assim. Você pode ver uma equipe membro do Braveheart; há um ator usando um relógio de pulso no Spartacus. Mas agora as pessoas podem rebobinar as coisas e todos estão falando uns com os outros em tempo real. Então, uma pessoa viu a copo de café, rebobinou-a e todos fizeram”.

Amante das diversas formas de expressão cultural. Viciado em séries, e sempre por dentro das últimas novidades do cinema. Ama dramas e sempre tenta dar uma oportunidade para as fantasias, distopias e os longas de ação e terror.

bostancı escort