Game of Thrones: Nathalie Emmanuel fala sobre a morte chocante de Missandei

Verme Cinzento (Jacob Anderson) e Missandei (Nathalie Emmanuel) em Game of Thrones (Imagem: Divulgação)

Já tem mais de um ano que Game of Thrones chegou ao fim, no entanto, a série de fantasia da HBO continua rendendo diversos comentários. Baseada nos livros de George R. R. Martin, a produção virou um fenômeno mundial, sendo uns dos shows de maiores sucessos da última década. No entanto, para muitos fãs, o final controverso parece não ter dado à série o desfecho que ela merecia.

Finalizada em 19 de maio de 2019, a oitava e última temporada da série trouxe momentos marcantes, muitos bons e outros nem tanto. As mortes, os fãs sempre esperavam, mas a produção conseguiu surpreender em algumas despedidas. Uma delas foi a chocante morte de Missandei (Nathalie Emmanuel), ex-escrava e intérprete, que se torna amiga e acompanha Daenerys (Emilia Clarke). Ao longo das temporadas, a personagem ganhou espaço e se tornou um figura importante na trama, seja na sua relação com a Mãe dos Dragões, quanto na diversidade, muitas vezes criticada.

Em entrevista concedida à Vogue britânica, Nathalie Emmanuel comentou sobre a triste despedida da sua personagem e ainda destacou a importância da representação da diversidade na série. “Eu definitivamente entendi de antemão o que meu papel significava para as pessoas”, refletiu. “Eu amei essa personagem, e gostaria que ela tivesse um final feliz – mas Westeros é esse mundo brutal e sem coração, então você deve ter isso em mente. Quando se trata disso, a reação surge do fato de que, quando há tão poucos personagens não brancos na tela, uma morte como essa registra uma perda maciça”.

Muitos fãs esperavam pelo final feliz de Missandei ao lado de Verme Cinzento (Jacob Anderson), ex-escravo e comandante do exército dos Imaculados. No entanto, na oitava temporada a personagem é capturada por Euron Greyjoy (Pilou Asbæk) e acaba presa em Porto Real. Lá ela é decapitada pelo Montanha (Hafþór Júlíus Björnsson) à mando de Cersei (Lena Headey).

Apesar da despedida, Nathalie Emmanuel destaca como esse papel foi importante. “Definitivamente, me fez refletir muito mais – sobre raça e diversidade em geral. No final do dia, se houver um programa no nível de Game of Thrones novamente, a representação terá que fazer parte da conversa desde o início. Dessa forma, não há uma pessoa que precise representar todas as outras pessoas de cor”, afirmou.

A atriz acrescentou: “É uma conversa que eu costumava ter muito com Jacob [Anderson], que interpretou o Verme Cinzento, o único outro personagem não branco importante da série. Nós sempre tínhamos consciência do quanto a nossa participação em Game of Thrones importava para as pessoas. Isso nos tornou realmente protetores de Missandei e Verme Cinzento”.