Game of Thrones: Richard Brake revela seu desejo para o final do Rei da Noite na série

Richard Brake como o Rei da Noite em Game of Thrones (Imagem: Divulgação)

Um dos astros de Game of Thrones, o ator britânico Richard Brake, o mesmo que deu vida ao terrível vilão Rei da Noite, na 4ª e 5ª temporada da série da HBO, revelou recentemente que gostaria que o seu personagem tivesse matado todos e vencido a batalha contra os vivos no final da trama.

“Eu adoraria ter visto o Rei da Noite matando todo mundo, estava torcendo por isso. Mas nem sempre a gente consegue o que quer!”, afirmou o astro à revista NME. Vale ressaltar que Richard Brake foi substituído pelo eslovaco Vladmir Furdik nas últimas temporadas da série. 

Mesmo decepcionado com o final da série, Richard Brake relatou ter gostado que seu personagem morreu nas mãos de Arya Stark (Maisie Williams), ele ainda afirmou que o momento chegou a ser um dos melhores dessa última temporada. “A forma como eles desenvolveram a personagem [Arya] foi incrível. Ela foi desta garotinha que viu o pai dela ser executado a uma assassina implacável, que salva o mundo. Para mim, foi uma das coisas mais geniais da série”, relatou o ator.

Richard Brake também comentou sobre as diversas críticas que o final de Game of Thrones recebeu por fãs em todo o mundo. O astro chegou a repetir o que outros atores comentaram, que as criticas viriam de qualquer forma.

“As pessoas sempre ficam tristes quando algo assim acaba”, comentou. “Falando especificamente de ‘Game of Thrones’, todo mundo tinha uma ideia na cabeça de como ela deveria terminar, havia muitas teorias circulando por aí. Eu sinto que uma parte das pessoas se decepcionaria de qualquer forma”, afirmou Richard Brake.

A saída de Richard Brake de Game of Thrones, foi justificada por problemas em sua agenda. Brake atuou recentemente no filme Arthur & Merlin: Knights of Camelot.

 

Amante das diversas formas de expressão cultural. Viciado em séries, e sempre por dentro das últimas novidades do cinema. Ama dramas e sempre tenta dar uma oportunidade para as fantasias, distopias e os longas de ação e terror.