Geoff Johns publica carta emocionante sobre a série Stargirl

Stargirl - DC Comics
Stargirl – DC Comics (Foto: Divulgação)

Em breve teremos mais uma estrela para compor a constelação de séries live action dos heróis da DC. Stargirl está prevista para estrear em maio na DC Universe e logo em seguida na The CW. A história contará como Courtney Whitmore descobre um cajado que lhe concede super poderes e a transforma na Stargirl, ou também conhecida como Sideral.

A personagem foi criada por Geoff Johns e fez sua primeira aparição nos quadrinhos da DC em 1996. Para marcar a chegada das aventuras de sua criação nas telinhas, Johns publicou uma emocionante carta que você pode conferir logo abaixo:

“Para todos que estão prestes a assistir ‘Stargirl’:

Eu sei que você tem que lidar com preocupações do mundo real, como todos nós. No entanto, se você está vendo isso, eu te incentivo a fazer uma pausa e assistir ‘Stargirl’ com sua família. É para isso que a série foi criada e é sobre isso que a série é – e sendo franco, agora é a hora de se estar com a família.

Toda minha carreira começou com heróis. Após uma ligação para o escritório do diretor Richard Donner (de ‘Superman: O Filme’), eu consegui um estágio que me fez virar assistente de Dick em 1996. Durante esse primeiro ano trabalhando com ele, minha irmã – Courtney – faleceu no desastre do voo 800 da TWA. Courtney estava indo para a França para um programa de intercâmbio. Ela tinha 18 anos, era inteligente, engraçada e muito entusiasmada. Dick me comprou passagens de volta para Detroit e me disse que eu teria um emprego em Los Angeles quando estivesse pronto para voltar. Naquele outono, filmamos um filme chamado ‘Teoria da Conspiração’ em Nova York. Ele convidou os meus pais para o set de filmagens e os colocou no filme. Foi a primeira vez que eu sorri depois da morte de minha irmã. Dick foi meu herói por isso.

Um ano depois, eu vendi minha primeira proposta de HQ para a DC Comics. Se chamava ‘STARS & S.T.R.I.P.E.’. A premissa, que agora é a premissa da série, é que a mãe de Courtney Whitmore, Barbara, se casa com o mecânico Pat Dugan e Courtney se muda de Los Angeles para o Nebraska (relutantemente). Em Nebraska, Courtney descobre que seu novo padrasto costumava ser um super-herói e que tinha pego os aparatos especiais de seu parceiro. No fim, Courtney toma o manto de Sideral/Stargirl e Pat é forçado a sair de sua aposentadoria para se tornar o sidekick de sua enteada, como S.T.R.I.P.E./F.A.I.X.A.

É uma história sobre como família é criada por ligação, e não por sangue. A Stargirl, obviamente, foi batizada e inspirada por minha irmã, Courtney. Foi o seu espírito e a energia otimista que eu queria trazer de volta ao mundo com ‘Stargirl’. É uma celebração progressista e positiva. E eu espero que isso surja para vocês enquanto vocês assistem aos episódios.

Eu já escrevi muitas histórias de super-heróis em minha carreira, mas essa é pessoal em todos os níveis. O elenco, a equipe de produção e todos os envolvidos deram todo o seu talento e a sua paixão para trazer ‘Stargirl’ à vida, e eu não poderia ser mais grato a eles. Eu acho que seu trabalho duro foi recompensado e, pelo menos, espero que vocês possam sorrir algumas vezes enquanto assistem Brec Bassinger interpretando Courtney e Luke Wilson interpretando Pat, usando seus poderes individualmente e juntos.

Eu peço perdão pelo tamanho desse recado ‘introdutório’. Há algumas semanas, eu pensei que seria apenas um parágrafo ou dois. Mas agora, quase me sinto arrependido disso, considerando que você tenha tempo de assistir ‘Stargirl’. Mais uma vez, obrigado a vocês, e se alguém quiser conversar sobre a série, eu estaria feliz com isso.

Desejo o melhor para você e sua família.”

Formado em administração e psicologia. Adora cartoons, animes e series animadas. Atualmente faz curso de desenho com especialização em cartoons.