George R.R. Martin faz novas críticas à série Game of Thrones

Game of Thrones (Divulgação)

Realmente tudo indica que o autor George R.R. Martin ainda tem muito o que dizer sobre a série de tv que adaptou parte da sua saga de livros, As Crônicas de Gelo e Fogo. Em nova entrevista, ele revela que apenas oito temporadas de Game of Thrones não foram suficientes para dar fidelidade à história.

Em conversa com a revista Fast Company, Martin admitiu que a experiência de ter seu trabalho adaptado para a televisão foi bastante traumática, e que diferenças de opinião resultaram em problemas entre ele e o estúdio, HBO: “Às vezes a visão criativa deles e a sua visão não batem, e daí você tem as famosas diferenças criativas, e isso leva a muito conflito“.

O autor contou ainda que não concordou com várias das escolhas feitas pelos responsáveis da produção: “Você sofre com certas coisas como o estúdio ou o canal dizendo o que deve ser feito, e eles querem algumas coisas em particular que não tem nada a ver com a história, do tipo, ‘Bem, esse personagem tem uma boa audiência então vamos dar a ele mais o que fazer“.

Decepção

Obviamente esse tipo de “intromissão” interfere com o rumo da trama, que, de acordo com George, não terminou tão fielmente quanto deveria. “A última temporada não foi completamente fiel. Se fosse assim, haveria mais 5 temporadas”, desabafou, se referindo sem dúvida ao desenvolvimento de vários pontos do enredo e vários personagens cujos destinos não agradaram os fãs.

Por fim, o autor relembrou em seu blog que a forma como ele e como os showrunners Dan Weiss e David Benioff trabalham é completamente diferente, e que a dupla teve apenas 6 horas para finalizar toda a história. Martin aproveitou ainda para dar um rápido update para o público que aguarda seus próximos volumes.

Eu espero que meus últimos 2 livros encherão cerca de 3000 páginas uma vez que estiverem terminados. E se mais páginas, capítulos e cenas forem necessários, eu vou adicioná-los”.

Cresceu vendo filmes ao invés de brincar na rua. Fã de ir ao cinema sozinha. Críticas e notícias sobre o mundo do entretenimento.