George R.R. Martin revela sua cena menos favorita de Game of Thrones

Game of Thrones, primeira temporada (Imagem: HBO)

Um dos maiores sucessos da HBO, Game of Thrones chegou ao fim em maio de 2019, com a exibição da controversa oitava temporada. Autor da obra que o programa se baseia, George R.R. Martin elogia e crítica muitos aspectos da produção no livro Fire Cannot Kill a Dragon, de James Hibberd. Em uma nova publicação da Entertainment Weekly, o editor da revista americana e responsável pelo livro citado, falou sobre a cena que Martin menos gostou na primeira temporada da adaptação.

O autor elogia muitas partes da série, como a morte de Ned Stark e o Casamento Vermelho. No entanto, ele não deixa de dar sua opinião crítica. Martin elegeu o momento em que o Rei Robert (Mark Addy) sai para caçar. Ele conta que mesmo sendo alto, o orçamento ainda não era suficiente para trazer toda a sua visão para a tela. “Onde realmente caímos em termos de orçamento foi minha cena menos favorita em toda a série, em todas as oito temporadas: Rei Robert vai caçar”, disse.

O escritor acrescentou: “Quatro caras andando a pé pela floresta carregando lanças e Robert está dando m— para Renly. Nos livros, Robert sai para caçar, ficamos sabendo que ele foi ferido por um javali, eles o trazem de volta e ele morre. Então eu nunca fiz [uma cena de caça]. Mas eu sabia como era uma festa de caça real. Haveria cem caras. Teria havido pavilhões. Teria havido caçadores. Haveria cães. Haveria buzinas soando – é assim que um rei vai caçar! Ele não estaria apenas caminhando pela floresta com três de seus amigos segurando lanças na esperança de encontrar um javali. Mas naquele ponto, não podíamos comprar cavalos, cães ou pavilhões”.

Relembre:

A cena destacada talvez não seria a escolhida por muitos fãs, visto que a temporada final está repleta de sequências questionadas pelo público. No entanto, visto do ponto do autor e do seu amor pela obra de história medieval, dá pra entender. Finalizada em maio de 2019, Game of Thrones chegou ao fim após oito temporadas e um desfecho muito controverso.

Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), apaixonada por literatura, cartas e pela magia do cinema. Escritora de histórias e trajetos dos amores.