Golpistas criam lives fakes para enganar fãs e roubar dinheiro das doações

Live de Marília Mendonça foi uma das que foram alvo das ações dos bandidos (Imagem: Reprodução / Youtube)

A onda das lives definitivamente caiu no gosto do público durante este período de isolamento social realizado devido a pandemia do novo coronavírus. Porém muita gente está sendo vítima de criminosos que criaram uma versões clandestinas das transmissões dos artistas para roubar o dinheiro das doações.

As lives fakes começaram desde a primeira apresentação de Gustavo Lima, ainda no dia 28 de março. As transmissões falsas são canais do próprio Youtube que chegam a reproduzir ao vivo o sinal da live oficial.

Primeiramente esse canais falsos apenas retransmitiam o sinal, mas depois eles passaram a divulgar falsos sinais para que inúmeras pessoas fizessem doações onde o valor cairia diretamente na conta do fraudador.

Os artistas e o próprio YouTube chegaram a ser procurados, e foi informado que entre os dias 17 e 19 de abril, as lives piratas começaram a desaparecer. Alguns artistas revelaram que as fakes chegaram a ter pico de mais de 1,5 milhão de visualizações simultâneas.

O presidente da Universal, Paulo Lima, uma das gravadoras de artistas que tiveram lives como grande sucesso neste período de quarentena, dentre eles, Bruno e Marrone, afirmou que nos últimos dias não foram mais encontradas nenhuma live pirata.

“Nós trabalhamos com o YouTube para derrubá-las. O YouTube implementou um sistema automático para derrubar todas essas retransmissões ilegais. Esperamos que isso logo acabe”, relatou o executivo.

Umas das artistas que chegaram a demostrar sua insatisfação com a situação, foi a cantora. Em entrevista ao portal G1, ela chegou a desabafar sobre a ação dos golpistas: “Quer saber, acho muita sacanagem”, disparou a sertaneja, indignada.

Marília ainda completou: “Instagram para explicar aos fãs como não cair em golpes e como só entrar nas lives oficiais. Num momento deste, a pessoa está fazendo ‘engenharia para roubar’! Espero que haja uma maneira de inibir esta papagaiada, ficaria muito feliz”.

Outro artista que se manifestou sobre o assunto, foi Gustavo Lima, o sertanejo informou através de sua assessoria que sua primeira live, não teve doações de fãs. O artista ainda afirmou que “reforçou ao público que a transmissão seria pelo canal oficial do Youtube, para alertar que as pessoas não caíssem nesses golpes”.

Já o Youtube afirmou que todo o conteúdo disponível no seu site deve necessariamente estar de acordo com as políticas deles, e ainda permanentemente proibido o uso indevido de conteúdo de terceiros.  “Reivindicações relacionadas a direitos autorais cabem aos proprietários do material e o YouTube oferece diversas ferramentas”, disse a plataforma através de comunicado oficial.

Amante das diversas formas de expressão cultural. Viciado em séries, e sempre por dentro das últimas novidades do cinema. Ama dramas e sempre tenta dar uma oportunidade para as fantasias, distopias e os longas de ação e terror.

bostancı escort