Governo do Reino Unido isenta astros de Hollywood de regras de isolamento; entenda

Tom Cruise em Missão Impossível 7
Tom Cruise em Missão Impossível 7 (Divulgação)

A justiça é um conceito relativo, sobretudo quando o assunto em pauta atinge a maioria das pessoas, como a pandemia causada pelo novo coronavírus. Com isso, o governo britânico resolveu privilegiar alguns artistas, permitindo que eles fiquem isentos de algumas das principais regras impostas para o retorno das produções e cinema e TV no país. Para ‘facilitar’ a volta do trabalho de blockbusters, o país informou que irá isentar “um pequeno número de elenco e equipe essenciais” de sua quarentena de 14 dias. Como regra imposta anteriormente, sempre que uma equipe chegasse ao país para filmar, era necessária uma quarentena de 14 dias, antes e depois das filmagens, com os devidos testes de COVID-19.

No caso, esse ‘elenco essencial’, incluiria atores importantes dos Estados Unidos, como Tom Cruise, já que a isenção permitirá que as filmagens de Missão Impossível 7 e 8 sejam retomadas no Estúdio Leavesden, da Warner Bros. O secretário de Cultura britânico, Oliver Dowden, conversou com Cruise no fim de semana passado sobre os planos de produção avançarem, afirmando que: “A nova isenção das regras de quarentena para cineastas significa que podemos começar a fazer os melhores blockbusters do mundo novamente”.

“Nossa criatividade, experiência e benefícios fiscais altamente bem-sucedidos para nossas indústrias de tela significa que somos um local sob demanda que, por sua vez, proporciona um grande retorno para nossa economia. Queremos que a indústria se recupere e isentar um pequeno número de elenco e equipe essenciais da quarentena é parte de nosso compromisso contínuo de fazer com que as câmeras voltem a funcionar com segurança”, disse Dowden.

Além da franquia Missão Impossível, Jurassic World: Dominion também retomará as filmagens no Reino Unido. A isenção só se aplica ao elenco e à equipe que chegam à Inglaterra, já que outras partes do Reino Unido têm seu próprio conjunto de regras. Elenco e equipe que ganharem essa isenção específica serão obrigados a viver e trabalhar em ambientes controlados de “bolha”, que incluirão locais de acomodação e produção, onde todos terão que ficar juntos.

“As notícias imensamente bem-vindas de hoje também são um claro reconhecimento da importância do setor de investimento interno do cinema e da TV de ponta para a economia do Reino Unido”, disse Adrian Wooton, executivo-chefe da Comissão Britânica de Cinema. Ben Roberts, executivo-chefe do British Film Institute que escreveu as regras para o governo, acrescentou: “O cinema e a televisão valem 9,9 bilhões de libras para a economia do Reino Unido e ser capaz de fazer a produção voltar a funcionar o mais rápido possível vai ajudar nossa indústria e seus 77.000 trabalhadores de produção a contribuir para a recuperação econômica do Reino Unido.”