Grey’s Anatomy deu o primeiro passo para superar o recorde de ER

Grey's Anatomy

A ABC deu hoje (17) o primeiro passo para realizar o sonho de Shonda Rhimes, e fazer de Grey’s Anatomy a série médica com maior tempo no ar na TV norte-americana, superando ER (NBC), que teve 15 temporadas.

E fará isso mantendo a sua protagonista, algo que o drama médico não conseguiu. Ellen Pompeo (Meredith Grey) renovou o seu contrato com a ABC para mais duas temporadas com Grey’s. Logo, pelo menos ela segue adiante no projeto, alcançando assim a 16a temporada do drama médico, algo que pode acontecer na temporada 2019/2020.

É claro que a renovação de contrato de Pompeo não vai garantir mais duas temporadas de Grey’s Anatomy. Até porque ela não faz a série sozinha, e basicamente todo o elenco (ou boa parte dele) precisa fechar os seus respectivos contratos.

Por outro lado, ela é parte muito importante do processo. Não só por ser a protagonista da série médica, mas por também ser co-produtora executiva do spinoff centrado nos bombeiros de Seattle, protagonizado por Jason George (sem título definido).

O salário de Pompeo agora alcança os US$ 550 mil por episódio de Grey’s Anatomy, o que a torna a atriz mais bem paga entre os dramas da TV aberta norte-americana.

Além disso, Grey’s Anatomy ainda é a série com maior demo 18-49 anos da ABC, e é a terceira maior audiência geral do canal (atrás apenas de The Good Doctor e Dancing With the Stars). Eu duvido que a rede vai querer se livrar tão cedo de uma série que dá números expressivos, ainda mais em tempos onde não é qualquer coisa que dá audiência na TV.

Ou melhor, em tempos onde as pessoas simplesmente estão deixando de assistir TV.

Logo, entendo que a renovação de Pompeo é o primeiro grande passo da ABC para estabelecer o novo recorde. Muitos podem achar que Grey’s Anatomy já deu o que tinha que dar. Por outro lado, as pessoas que querem seguir vendo Shonda Rhimes destruindo o seu castelo de cartas a cada temporada é muito maior.

bostancı escort