Guerra nas Estrelas: Luke Skywalker dá sua opinião sobre as midi-chlorians

Darth Vader e Luke Skywalker em Star Wars (Reprodução / LucasFilm)

Uma franquia gigante como Guerra nas Estrelas tem um vasta mitologia, muitas coisas que podem fazer sentido e outras não, e várias coisas que são simplesmente ignoradas pelos fãs e outras criam constantes debates. Um dos mais conhecidos conceitos apresentados na saga de George Lucas é a Força, um poder que está em todo o universo e faz com que Jedi e Sith consigam fazer feitos incríveis.

Em Star Wars: A Ameaça Fantasma foram apresentadas as midi-chlorians, uma das adições que foi praticamente desprezada pelos fãs. As midi-chlorians são seres microscópicos inteligentes que vivem dentro das células e tem forte relação com a Força, ajudando na conexão entre a mente do ser a Força. Segundo uma matéria do site Comic Book, um livro de 2019, Star Wars: The Secrets of the Jedi (Star Wars: Os Segredos dos Jedi), revelou que Luke Skywalker não tinha muito interesses nessas formas de vida.

No livro, o Mestre Jedi relata: “Durante o tempo da República Galáctica, os Jedi usaram a ciência para explicar por que alguns de nós sentem a Força mais fortemente do que outros. Os filhotes em perspectiva foram testados pela Ordem Jedi quanto a midi-chlorians – formas de vida microscópicas que residem em todas as células vivas e transmitem a vontade da Força a seus hospedeiros. Aqueles com um alto número de midi-chlorians foram capazes de ouvir o vontade da Força mais claramente do que os outros. Pessoalmente, nunca me preocupei com o modo como a Força sussurra para mim. Tudo o que importa para mim é que ainda faz”.

É interesse haver uma maneira científica de medir a Força, e faz todo sentido visto que vários lugares da galáxia existem tecnologias muito avançadas para explicar os fenômenos do universo. Mas também é compreensível que muitos não gostem do conceito das midi-chlorians, pois isso faz com que a Força perca parte de seu misticismo que atraiu tantas pessoas para ela e também resume tudo a uma loteria genética em vez de um conexão espiritual.

Formado em administração e psicologia. Adora cartoons, animes e series animadas. Atualmente faz curso de desenho com especialização em cartoons.