HBO Max mira em GoT e Friends e se frustra; Saiba qual a atração mais vista do streaming

Looney Tunes Cartoons (HBO Max / Warner Bros.)
Looney Tunes Cartoons (HBO Max / Warner Bros.)

A HBO trouxe de volta Looney Tunes, clássica animação que chegou no serviço de streaming completamente repaginada, em alta definição e com novas histórias. Em um relatório da Bloomberg News em relação à audiência do novo streaming, o desenho da Warner Bros. está nos primeiros lugares dos programas mais assistidos, passando a frente inclusive de Game Of Thrones, que acreditava-se ser o carro-chefe juntamente com Friends.

Esses dados foram obtidos pela agência Parrot Analytics, que mede a popularidade dos programas de TV, com base em fatores on-line, como buzz nas mídias sociais, classificações de fãs e até pirataria gerada. O show acabou passando por uma reviravolta surpreendente nas expectativas.

Analistas de mídia esperavam que o apelo inicial da HBO Max fosse o conteúdo adulto, o que o tornaria mais assistido que o Disney+, que foca majoritariamente no público infanto-juvenil sem ter algo realmente vantajoso para o público adulto.

Os diretores da AT&T, dona da WarnerMedia, e consequentemente da HBO Max, no entanto, queriam que a empresa conseguisse aumentar o catálogo familiar da empresa, assim batendo de frente com a Disney no segmento de classificação livre, e com a Netflix ao mesmo tempo, nas atrações adultas.

Looney Tunes provou que o plano de conquistar a audiência infantil deu certo, mas de acordo com a pesquisa, mesmo com o desenho estando 19 vezes à frente da média das outras atrações do streaming, a HBO Max ainda está aquém do sucesso alcançado por O Mandaloriano (The Mandalorian) na plataforma concorrente (que em seu lançamento estava 46 vezes com mais buzz que a média dos outros programas disponibilizados).

Acredita que o impacto do lançamento do HBO Max, não tenha sido tão grande quando o do Disney+, muito possivelmente por causa do momento, em que o mundo estava concentrado em outras coisas como por exemplo, a pandemia causada pelo coronavírus.