Histeria coletiva? Episódio de Pokémon leva quase mil crianças à hospital

Pokémon
Pokémon (Imagem: Divulgação)

A série de animação Pokémon é um dos maiores fenômenos japoneses de todos os tempos. O que muitos não sabem é que o famoso desenho tem um caso estranho em sua história. O site da revista Super Interessante relembrou o fato curioso, que acabou por deixar quase mil crianças hospitalizadas após elas assistirem a um episódio específico da série. Entenda aqui o que aconteceu.

A série, que começou a ir ao ar no mês de abril de 1997 e segue assim até hoje. Há pouco mais de 22 anos, no dia 16 de dezembro de 1997, o fatídico 38º episódio da trama trouxe uma grave consequências para crianças que assistiam ao episódio. Semanalmente, eram mais de 4 milhões de jovens conectados aos sinais de transmissão da televisão para acompanhar os capítulos da série.

No referido episódio, Pikachu usa seu poder de choque e dispara uma carga elétrica muito alta sobre um programa de computador. Com isso, ocorre uma explosão, que faz aparecer na tela flashes vermelhos e azuis pulsando por cerca de cinco segundos. O tempo, ainda que pequeno, foi suficiente para levar 685 pessoas ao hospital. Elas chegaram com enjoo, convulsões, ataques epilépticos e fortes dores de cabeça e foram diagnosticadas com epilepsia fotossensível por conta das imagens.

Para completar, muitas pessoas relataram depois, em vários estudos que foram feitos sobre o episódio, que apenas manifestaram os sintomas dias após a transmissão do episódio. Com isso, acredita-se que muitas possam ter sido impactadas por uma histeria coletiva, o que elevou o número de pessoas afetadas.

Essa interferência ocorre com luzes de frequência entre 10 e 30 hertz, imagens que alternam rapidamente e podem ocorrer, também, por conta da própria cor vermelha. Além disso, fatores externos também estiveram relacionados, como o tamanho pequeno (em média) das casas japonesas e a perpetuação que essas imagens podem ter gerado pelos cômodos menores.

Possui Mestrado em Comunicação e Graduação em Jornalismo. Pesquisa cultura pop e também trabalha com o tema.

bostancı escort