Homem-Formiga 3 pode chegar ao Disney+ em formato incrível

Homem-Formiga e a Vespa (Imagem: Divulgação)

Em rumor levantado pelo site Cosmic Book News, Homem-Formiga 3 poderá se tornar uma série na Disney+. O filme do personagem estrelado por Paul Rudd não seria uma prioridade para a Marvel, visto que ela está focada em introduzir novos personagens na Fase 4 do MCU, e pode não ser produzido.

Assim a série manteria os personagens principais, explorando ainda mais o próprio personagem. Os filmes de 2015 e 2018, dirigidos por Peyton Reed, contaram com Rudd como o Homem-Formiga, além de Evangeline Lilly como Hope Van Dyne, Michael Douglas como Henry Pym e Michael Peña como Luis.

As duas produções tiveram arrecadações baixas para o padrão do estúdio, sendo esse mais um motivo para a mudança de formato. O primeiro longa, de 2015, teve uma bilheteria de cerca de US$500 milhões, e o segundo, de 2018, contou com um faturamento de pouco mais de US$620 milhões. Em comparação, filmes como Capitã Marvel e Pantera Negra, arrecadaram mais de um bilhão de dólares.

Em meados desde ano, Paul Rudd já havia falado ao We Got this Covered que não sabia o que iria acontecer com seu personagem e que não esperava que Homem-Formiga 3 fosse ser realizado. “Você precisa fazer uma chamada para o pessoal de cima e começar uma campanha para fazer acontecer.”, disse o ator.

Mesmo com os rumores a Marvel ainda não se pronunciou sobre a mudança, deixando a possibilidade em aberto, uma vez que o personagem foi de grande importância nos desdobramentos de Vingadores: Ultimato e no encerramento da fase 3. Foi com a ajuda do herói que a equipe conseguiu recuperar as Jóias do Infinito, ao introduzir a possibilidade de viagem no tempo. Então, devemos ver Homem-Formiga novamente, em série ou pelo menos em outras produções da MCU.

O primeiro longa solo do personagem estreou no Brasil em 16 de julho de 2015, com produção de Kevin Feige e roteiro de Edgar Wright, Joe Cornish, Adam McKay e Paul Rudd. Já a sequência, intitulada Homem-Formiga e a Vespa estreou cerca de três anos depois, em 6 de julho de 2018. A produção é novamente de Feige e o roteiro de Chris McKenna, Erik Sommers, Andrew Barrer, Gabriel Ferrari e Rudd.

Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), apaixonada por literatura, cartas e pela magia do cinema. Escritora de histórias e trajetos dos amores.