Inspirado por Tom Cruise, Henry Cavill passou a fazer algo inimaginável em The Witcher

Geralt e Jaskier em The Witcher (Imagem: Reprodução)

Nerd como já revelou ser, protagonizar The Witcher foi mais que um presente para Henry Cavill, foi a chance de ele fazer por si mesmo, algo que nunca tinha feito nos cinemas: Não depender de dublês. Inspirado por Tom Cruise, que muitas vezes coloca sua vida em risco para manter a autenticidade das cenas, Cavill também resolveu fazer suas próprias cenas de ação na série da Netflix.

Ele contou isso numa entrevista para a série Variety actors on actons, no site da revista, e segundo ele, trabalhar ao lado de Cruise em Missão Impossível: Efeito Fallout, só fortaleceu o desejo de se arriscar mais como ator nesse tipo de cena, inclusive porque as acrobacias são essenciais para Geralt.

“Se uma plateia está assistindo Geralt na tela, ela deve acreditar que sou eu ali. Se não sou eu de verdade, sinto que traí o personagem de alguma forma, e então tento fazer o máximo que a produção permitir”, disparou ele. As cenas de luta são os destaques do programa, já que o protagonista é um homem que ganha dinheiro para lutar contra bestas e mata-las.

A segunda temporada vai retornar a ser gravada em 17 de agosto conforme comunicado oficial da Netflix mas a showrunner Lauren S. Hissrich, garantiu que o trabalho remoto continuou durante a pandemia mesmo que a equipe não pudesse se encontrar. Em uma entrevista para o site The Wrap, na última sexta-feira, 12 de junho ela explicou grande parte da mudança do show, salientando que uma das principais novidades é a entrada de novos bruxos também caçadores de monstros, assim como o protagonista, Geralt de Rívia, interpretado por Henry Cavill.

“Provavelmente, minhas adições favoritas para a segunda temporada são os novos bruxos. Realmente, na primeira temporada, conhecemos Geralt, e ele é o nosso principal exemplo de bruxo. E depois há outro bruxo, Remus, que encontramos no episódio 03, que morre rapidamente. Então, para nós, era realmente sobre recuperar Geralt de volta às suas raízes e o tipo de aprendizado de onde ele veio, qual é a sua história, e qual é o seu senso de família”, explicou ela.

A produção da temporada, que começou em fevereiro, foi suspensa em março logo após um dos novos atores, Kristofer Hivju testar positivo para COVID-19. Segundo o site Deadline, as gravações devem voltar em algumas semanas, algo que a showrunner não confirma.

Na mesma entrevista, ela fez questão de abordar as linhas do tempo, que diferente da primeira temporada não se cruzarão mais, já que os personagens agora ocuparão o mesmo espaço.

“O que veremos na segunda temporada é que todos os nossos personagens existem na mesma linha do tempo. O que isso nos permite fazer em termos de história é brincar com o tempo de maneiras ligeiramente diferentes. Fazemos flashbacks, fazemos flash-forward, integramos o tempo de uma maneira completamente diferente da que não fomos capazes de fazer na primeira temporada”, explicou.