Internet se revolta contra Amber Heard após áudio contra Johnny Depp vir à tona

Johnny Depp e Amber Heard travam batalha (Imagem: Reprodução)

Divorciados desde 2017, Amber Heard e Johnny Depp travam uma furiosa briga nos tribunais acusando um ao outro de agressão, abuso físico e psicológico.

Quando a polêmica estourou em 2016, a atriz divulgou fotos mostrando o rosto machucado alegando que Johnny Depp a agrediu. O casal se divorciou no ano seguinte. Uma medida judicial garantiu que Depp não se aproximasse da ex-esposa. 

Depp sempre negou qualquer agressão e em 2019 processou a ex-mulher por difamação. A polêmica ganhou um novo capitulo nesse mês quando um áudio gravado durante uma sessão de terapia do casal veio à tona. Nele, a atriz de 33 anos admite ter agredido o astro de Piratas do Caribe.

Desde que o áudio apareceu Amber Heard não se pronunciou e os fãs do ator não deixaram o detalhe passar. Desde então estão postando uma enxurrada de críticas nas redes sociais de Amber.

Neste último domingo (10), ao publicar uma foto no Instagram, os fãs de Depp logo aparecerem para acusa-la de mentir e caluniar o ex-marido: “Vítimas reais de violência doméstica vão ser desacreditadas por conta de suas ações”, escreveu uma internauta. “Amber, como você se sente sendo a atriz mais odiada do mundo”, escreveu outro usuário.

A divulgação destes áudios se tornaram motivo para os advogados de Depp utilizarem como prova que evidenciaria que Heard não é tão inocente assim, e pretendem utilizá-las nos tribunais como uma forma de deslegitimar as suas acusações, voltando a opinião pública contra ela.

“O primeiro áudio confessional que ela fez, revela uma conversa que qualquer vítima de abuso real reconhecerá muito bem”, disse o advogado defendendo Depp. “Isso expõe que a senhorita Heard perpetrou a violência em série contra o senhor Depp, e inventou uma fraude elaborada para encobrir isso. A senhorita Heard dá uma motivo para sua violência: o senhor Depp estava sempre tentando se separar dela, para escapar de seus abusos”, continuou o advogado.

Os representantes de Amber Heard, por sua vez, também reagiram: “O fato de uma mulher lutar ou reagir, não significa que ela não já não tenha sido alvo de repetidas violências e abusos domésticos. O Senhor Depp aparentemente sugere que a Senhorita Heard lhe deu um tapa, e é um mito dizer que apenas por isso ela não pode também ser uma vítima. Isso simplesmente não é verdade”, sentenciou.