Intérprete de Lex Luthor em Liga da Justiça, Jesse Eisenberg revela se retornaria ao papel

Jesse Eisenberg como Lex Luthor (Divulgação)

Em Liga da Justiça (2017), Jesse Eisenberg surgiu em uma cena pós-créditos sob a interpretação do vilão Lex Luthor, porém, o ator revelou em uma entrevista recente ao canal Inthepanda que aceitaria voltar a viver o papel.

O astro afirmou que a melhor parte de participar de filmes sobre super-heróis é justamente poder estar à frente de um personagem antagonista. “Os heróis são legais, mas os vilões são mais divertidos porque eles podem ser mais extravagantes. Claro que o herói consegue, você sabe, sobreviver. Mas o vilão sempre tem as falas engraçadas”, afirmou ele.

Eisenberg também deu a sua opinião sobre as versões dos diferentes diretores do filme, e com a reprovação da edição final finalizada por Joss Whedon para o filme pelos fãs, muitos passaram a pedir que o corte anterior, do cineasta Zack Snyder, que na época, teve de se ausentar do projeto por causa de problemas pessoais. O ator, por sua vez, preferiu não se comprometer e disse que não tem a opinião formada sobre o assunto, mas adoraria retornar em uma sequência.

A situação se tornou tão polêmica que o editor e chefe de criação da DC, Jim Lee também se pronunciou sobre o caso: “É uma pergunta muito difícil de responder, mas eu direi a única coisa que acredito sobre isso: às vezes um movimento surge para segregar o público, e dispensar um grupo de pessoas como quem diz ‘eles não são fãs de verdade porque não gostam de tal cosa’, ‘fãs são apenas aqueles que gostam disso e vão apoiar o movimento’. Eu acho que precisamos resistir a esse tipo de coisa. Honestamente, precisamos de todos os fãs de quadrinhos que estão por aí, quer queiram o Snyder Cut ou não. Se é fã, quero que você seja apenas um fã da DC”, afirmou.

Amante das diversas formas de expressão cultural. Viciado em séries, e sempre por dentro das últimas novidades do cinema. Ama dramas e sempre tenta dar uma oportunidade para as fantasias, distopias e os longas de ação e terror.