James Bond ao longo dos anos (Reprodução)

Não há como pensar em espionagem sem pensar em James Bond. A franquia criada em 1953 por Ian Fleming continua tão viva e excitante quando do seu lançamento, mais de 60 anos atrás, conquistando cada vez mais admiradores. Com o passar das décadas, Bond deixou de ser apenas um personagem do cinema para se transformar em uma verdadeira instituição cultural. O manto do 007 tem passado de ator para ator através das gerações, e ainda assim, é difícil achar uma encarnação que seja a preferida absoluta do público, tão diferentes que são. Sean Connery, David Niven, George Lazenby, Roger Moore, Timothy Dalton, Pierce Brosnan e Daniel Craig, todos fizeram sua contribuição à essa que é uma das maiores séries de ação de todos os tempos.

Uma nova pesquisa realizada pelo site de apostas Betway Cassino, intitulada James Bond em Números, fez um apanhado geral de todos os 24 filmes da franquia e chegou a resultados impressionantes. Trata-se de um verdadeiro guia que tem de tudo para surpreender até os mais observadores, aqueles com ótima memória, e até mesmo os que se consideram fãs de carteirinha do agente secreto. Entre curiosidades, fatos importantes e tudo o que diz respeito ao icônico personagem, a pesquisa revela, por exemplo, qual dos Bonds é o mais letal, qual deles disparou mais armas de fogo, quem consumiu mais álcool, qual deles teve mais casos românticos, e muito mais; além de informações inéditas do filme “007 contra Spectre” de 2015, dirigido por Sam Mendes.

Com tantos filmes é quase impossível saber, por exemplo, quantos inimigos Daniel Craig matou, quantos aparelhos tecnológicos Pierce Brosnan usou para auxiliar suas missões, quais veículos Sean Connery dirigiu e quantas vezes cada um visitou um cassino, e é aí que entram os dados coletados. Juntas, essas informações ajudam não só a acompanhar a evolução do personagem, como também a identificar as mudanças ocorridas na franquia e de que forma elas refletem a sociedade e a cultura da época em que filmes específicos foram lançados.

É interessante notar também como eles se diferem em faturamento de bilheteria, antes e depois da inflação, e quais trilhas sonoras fizeram mais e menos sucesso. Nos longas mais recentes, por exemplo, tanto a cantora Adele quanto o artista Sam Smith foram indicados ao Oscar com suas músicas originais, com o último levando para casa a estatueta; mostrando que há tempos a franquia passou a ser considerada ao lado dos títulos mais prestigiados do cinema. Até mesmo o icônico drink vodka martini, conhecido por todos como o absoluto preferido de Bond, perde para outra bebida inusitada em uma reviravolta revelada pelos números da Betway.

Porém mesmo com todo esse conhecimento, o charme e o mistério do 007 permanecem parte do subconsciente coletivo. E que forma melhor de se preparar para o novo “Bond 25”, que promete ser a despedida de Craig, do que relembrando os fatos mais pertinentes à sua personalidade e aprendendo novos fatos sobre o agente eternamente a serviço do MI6 e à sua majestade? Siga os links e boa diversão.

 

Comentários

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui