Chefe da DC opina sobre o Snyder Cut de Liga da Justiça

Liga da Justiça (Divulgação)

A Warner Bros realmente tem feito ouvidos de mercador quando o assunto é seu filme Liga da Justiça, e a versão original feita pelo diretor Zack Snyder, afastado do projeto que desenvolveu. Os fãs de tão curiosos chegaram a questionar o editor e chefe de criação da DC, Jim Lee, o que ele pensa sobre o assunto durante um evento que aconteceu no último fim de semana. Embora tenha se enrolado um pouco para responder, já que o assunto acabou tornando-se delicado, ele acabou culpando a imprensa e os próprios fãs por especularem demais, e comentou.

“É uma pergunta muito difícil de responder, mas eu direi a única coisa que acredito sobre isso: às vezes um movimento surge para segregar o público, e dispensar um grupo de pessoas como quem diz ‘eles não são fãs de verdade porque não gostam de tal cosa’, ‘fãs são apenas aqueles que gostam disso e vão apoiar o movimento’. Eu acho que precisamos resistir a esse tipo de coisa. Honestamente, precisamos de todos os fãs de quadrinhos que estão por aí, quer queiram o Snyder Cut ou não. Se é fã, quero que você seja apenas um fã da DC”.

A visão de Lee sobre os novos filmes da DC não poderia ser mais otimista já que ele tratou de elogios os próximos lançamentos: “Teremos um filme incrível do Batman! O Esquadrão Suicida é simplesmente matador, e Adão Negro vem aí no próximo ano, junto com Mulher-Maravilha 1984, que vai dar um impulso ao primeiro filme que já foi incrível. Existem muitas coisas positivas à medida que o universo segue em frente”, explicou ele.

Sobre o Snyder Cut, ele ainda tem sido motivo de debate. Algumas notícias dão conta que ele não existe de verdade, com o próprio cineasta indo a público dizer que existe. “O filme ainda não está 100% acabado. Quero fazer algumas coisas, como em todos os filmes que não tive certeza da diferença que faz no nível final do filme”. Uma notícia da revista Variety sugeriu que a Warner não pretende mais mexer em Liga da Justiça de Snyder, pois precisaria gastar milhões de dólares para finalizar os efeitos visuais e edição, algo que não está disposta a fazer por um filme que foi considerado um fracasso comercial.

 

Comentários