John Boyega critica a maneira como a Disney lidou com seu personagem em Star Wars

John Boyega durante protesto em Londres
John Boyega durante protesto em Londres (Reprodução/ Youtube)

Apesar de Guerra nas Estrelas ter ajudado John Boyega a se tornar uma das maiores referências em Hollywood, o ator por diversas vezes fez críticas sutis à Disney sobre como seu personagem e de outros atores não brancos foram tratados na franquia. Em uma recente entrevista para a revista British GQ (via EW), o ator foi mais duro em suas palavras, principalmente com relação ao desfecho de seu personagem em Star Wars: A Ascensão Skywalker.

“É tão difícil de manobrar. Você se envolve em projetos e não necessariamente vai gostar de tudo. [Mas] o que eu diria para a Disney é não trazer um personagem negro, comercializá-los para ser muito mais importantes na franquia do que é e depois, colocá-lo de lado. Não é bom. Vou dizer isso sem rodeios”, começou Boyega.

Em sua crítica, John Boyega também falou sobre como manejaram os atores de outras etnias ao longo da trilogia. Ele pontuou: “Tipo, vocês sabiam o que fazer com Daisy Ridley, sabiam o que fazer com Adam Driver. Vocês sabiam o que fazer com essas outras pessoas, mas quando se tratava de Kelly Marie Tran, quando se tratava de John Boyega, vocês tipo f*da-se todos. Então o que você quer que eu diga? O que eles querem que você diga é: ‘Gostei de fazer parte disso. Foi uma ótima experiência”… Não, não não. Vou aceitar esse acordo quando for uma ótima experiência. Eles deram todas as nuances a Adam Driver, todas as nuances a Daisy Ridley. Sejamos honestos. Daisy sabe disso. Adam sabe disso. Todo mundo sabe. Eu não estou expondo nada”.

Boyega finalizou sua crítica: “Eu sou o único membro do elenco que teve sua própria experiência única dessa franquia com base em sua raça. Vamos deixar assim. Fico com raiva de um processo como esse. Isso o torna muito mais militante; isso muda você. Porque você percebe, ‘tive esta oportunidade, mas estou em uma indústria que nem estava pronta para mim’. Ninguém mais no elenco tinha pessoas dizendo que iriam boicotar o filme porque [eles estavam nele]. Ninguém mais teve o alvoroço e ameaças de morte enviadas para seus DMs do Instagram e mídias sociais, dizendo: ‘Enegreça isso e enegreça aquilo e você não deveria ser um Stormtrooper’. Ninguém mais teve essa experiência. Mas ainda assim as pessoas estão surpresas que eu seja assim. Essa é a minha frustração”.

Formado em administração e psicologia. Adora cartoons, animes e series animadas. Atualmente faz curso de desenho com especialização em cartoons.

ankara escort