John Krasinski acha que ele não teria sido tão bom Capitão América quanto Chris Evans

John Krasinski (Reprodução)

Se hoje John Krasinski brilha como Jack Ryan na série homônima da Amazon Prime Video, ele quase chegou a entrar para o time dos Vingadores como o Capitão América, mas acabou perdendo o papel para Chris Evans. Em fase de produção de seu novo filme, Um Lugar Silencioso 2 (ele escreveu, atuou e dirigiu o primeiro longa, de 2018), ele falou em entrevista que não sabe como teria sido sua carreira caso tivesse interpretado o herói, mas de uma coisa tem certeza, não teria feito tão bem quanto Evans.

“Bem, eu sei que não teria feito o personagem tão bem quanto Chris Evans. Pelo menos eu vi alguém bom fazendo o papel. Na verdade, eu conversei com Chris sobre isso. Não conseguir o papel foi a liberdade que me foi concedida naquele momento. Se eu tivesse conseguido, minha carreira de diretor e roteirista nunca teria acontecido. Certamente, Um Lugar Silencioso nunca teria acontecido se eu fosse o Capitão América”, explicou.

Enquanto os fãs continuam discutindo sobre qual Capitão seria o melhor, ambos os atores seguiram em frente com isso, mas com a quarta fase do Universo Cinematográfico da Marvel chegando em breve, não é difícil imaginar que Krasinski ainda possa em algum momento vestir um traje de super-herói. E nem o próprio descarta essa possibilidade, já que embarcou na onda dos fãs que querem vê-lo como Senhor Fantástico, numa possível nova reinicialização do Quarteto Fantástico, e de quebra, sua esposa Emily Blunt como a Mulher Invisível.

“Você pensa: ‘Você tem algum interesse em não destruir os sonhos das pessoas?’. Adoraria estar no universo da Marvel. Adoro esses filmes porque são divertidos e também que muito bem-feitos. E muitos dos meus amigos estão nesses filmes. Não faço ideia do que Marvel está pensando. Mas se eles estão me considerando como Sr. Fantástico, continuem me considerando, porque eu adoraria”, falou o astro.