Johnny Depp revela no tribunal que acumulou prejuízo de 650 milhões de dólares; entenda

Johnny Depp
Johnny Depp (Reprodução)

O processo que o ator Johnny Depp está movendo contra o jornal The Sun, por tê-lo chamado numa capa de ‘espancador de mulheres’ está trazendo à tona diversas situações da vida particular do astro da franquia Piratas do Caribe. Uma delas tem a ver com fortuna acumulada por ele, que em novo depoimento ele garantiu que está alguns anos em declínio.

Mas como o tribunal chegou neste assunto? O NGN, grupo empresarial responsável pela publicação do jornal está tentando provar que Depp é mesmo um espancador e contado com a participação dos advogados de Amber Heard, sua ex-esposa que também entrou com processo de agressão contra ele em 2016, logo após a separação.

Um dos episódios apresentados pelo jornal ao júri mostrava que o ator havia sido violento com a então esposa logo após a festa de aniversário de 30 anos dela, que ocorreu em abril de 2016. Depp chegou à festa, no Eastern Columbia Building em Los Angeles, onde o casal morava, duas horas atrasado.

Sua chegada tardia ocorreu devido à necessidade de comparecer a uma reunião com seu contador, Edward White, na qual ele foi informado de que suas finanças estavam em um “estado desastroso”, conforme suas palavras ao ser questionado do motivo do seu atraso durante sua audiência nesta segunda-feira, 13 de julho.

Depp disse que descobriu que havia perdido 650 milhões de dólares que ganhou fazendo filmes devido a suposta má administração financeira. Depp descobriu ainda que o imposto não era pago em seu nome por 17 anos, o que significa que ele possuía 100 milhões em dívidas com impostos atrasados.

Sasha Wass, advogada do The Sun afirmou que apesar das notícias, a receita de Depp ainda era muito robusta, com ganhos de cerca de 60 milhões de dólares em filmes.  Heard alegou que Depp foi violento com ela após sua festa de 30 anos, mas Depp alegou no tribunal que foi ela quem lhe deu um soco enquanto ele estava deitado na cama lendo, e voltou a afirmar que nunca havia atingido uma mulher em toda a sua vida.

O tribunal também ouviu Stephen Deuters, chefe da empresa de produção Infinitum Nihil, e que era assistente pessoal do ator, que questionado sobre um ato violento de Depp contra Heard em um jatinho particular de Boston para Los Angeles, negou que tivesse presenciado qualquer tipo de violência. Deuters disse que Depp “não estava bêbado, mas estava muito para baixo, muito quieto”. Ele se lembra do ator “desenhando e pintando” durante o voo.