Henry Cavill como Geralt em “The Witcher” (Imagem: Reprodução/ Netflix)

A série The Whitcher é um dos maiores sucessos da Netflix em 2019. Ainda que tenha chegado ao catálogo já no último mês do ano, a produção estrelada pelo ator Henry Cavill é uma das mais faladas nas redes sociais e dos sites especializados em notícias relacionadas à televisão, séries e plataformas de streaming. Além de ter ganhado milhões de fãs ao redor do mundo e muitas críticas positivas, alguns profissionais não gostaram muito do que viram e foram a público revelar suas más impressões.

Um desses críticos, no entanto, acabou gerando uma forte polêmica ao criticar o seriado. Se trata de Andrew Klavan, que é editor do Daily Wire, site de notícias e opiniões americano conhecido por ser conservador e direitista. Durante uma das edições de seu podcast, ele demonstrou que se sentiu ofendido por mulheres lutarem com espadas na série. Suas palavras foram bastante polêmicas.

“Imediatamente, fiquei impressionado com o fato de haver uma rainha nisso que luta como um homem. Há algumas cenas em que as mulheres lutam com espadas. E eu odeio essas cenas, porque nenhuma mulher pode lutar com espadas. Zero mulheres podem lutar com uma espada. O que quero dizer com isso é que, em uma situação em que você está lutando contra homens acostumados a lutar com espadas, você será morto se for uma mulher que luta com uma espada 100% do tempo”, disparou.

Fala foi repudiada

Não é de se espantar que as declarações de Andrew tenham gerado muitas reclamações no Twitter. A página swordclassNYC foi um exemplo. “Prezado Sr. Klavan, convidamos você para nossa escola para testar sua coragem contra nossas alunas que estão ansiosas para colocar suas reivindicações à prova. Deixe-nos saber e podemos configurar o desafio!”, publicou em sua página oficial.

Veja a publicação:

Comentários

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui