Josh Trank revela momento desagradável nos bastidores de Venom

Venom (Divulgação / Sony)
Venom (Divulgação / Sony)

Fazer filmes de super heróis é algo complicado, pois os quadrinhos tem a liberdade de abordar assuntos e mostrar cenas que podem ser consideradas tabus, principalmente com o triste fato de que a maioria das pessoas ainda pensa que super heróis são coisa de criança. E a situação se complica mais ainda quando se trata de heróis mais violentos e desbocados, como é o caso de Deadpool.

Tirar a violência e os palavrões seria tirar a essência do herói, o que desagradaria muitos fãs. Mas manter tais características pode limitar o público e diminuir a arrecadação esperada pelos estúdios. E um dos filmes que passou com esse problema de classificação e a indecisão de mostrar algo mais violento ou não foi Venom. O longa metragem passou por altos e baixo durante sua produção, até estrear em 2018, onde não foi bem recebido pela crítica, mas foi um sucesso de bilheteria.

Em uma entrevista para o site Polygon, Josh Trank, que dirigiu Quarteto Fantástico de 2015, revelou que havia sugerido para Matt Tolmach, um produtor da Sony, que fizesse filme +18 para Venom, contudo, o produtor não recebeu bem a ideia. Na época, Trank e Tolmach estavam trabalhando em o Espetacular Homem-Aranha e a convivência dos dois não foi das melhores.

Josh Trank contou: “Eu não gostei de como Matt Tolmach estava se dirigindo à mim naquela situação, porque parecia muito autoritário. Bem, se você não gosta do que eu estou fazendo e está me dizendo que eu tenho que fazer algo exatamente do jeito que você quer, e você vai dizer isso para mim desta maneira – desculpa, mas eu tenho mais o que fazer”.

Venom teve direção de Ruben Fleischer e arrecadou US$ 856,1 milhões em bilheteria mundial. O filme teve em seu elenco Tom Hardy, Michelle Williams, Woody Harrelson, Riz Ahmed e Jenny Slate. O segundo filme do Venom está previsto para chegar nas telonas em junho de 2021.

Formado em administração e psicologia. Adora cartoons, animes e series animadas. Atualmente faz curso de desenho com especialização em cartoons.