Kenya Barris rebate críticas sobre a série #BlackAF

Kenya Barris (Foto: Divulgação)
Kenya Barris (Foto: Divulgação)

O criador de Black-ish, Kenya Barris, está definitivamente tentando algo diferente quando se trata de seu último programa, o #BlackAF da Netflix. O programa se concentra em uma versão fictícia de Barris que, junto com sua família, navega por Hollywood tratando de temas relacionados a raça e cultura. Embora o programa tenha recebido uma recepção positiva de alguns críticos e telespectadores, ele provou ser um pouco polarizador, com algumas semelhanças notáveis ​​com Black-ish.

Em sua participação em um podcast do The Hollywood Reporter, Barris contou que está bem ciente dessas críticas e tem fortes sentimentos sobre o assunto. O criador do seriado se abriu sobre as críticas que #BlackAF recebeu desde sua estreia e não mediu palavras ao abordá-las. Ele disse: “A ideia de que as pessoas me criticam por estar tão perto de Black-ish? Eu fico tipo, ‘Vá se f*der, cara’. Eu faria de novo. Os escritores contam suas histórias em suas vozes ”

Kenya Barris expressou ainda sua convicção de que é importante que certas histórias sejam contadas várias vezes. Isso decorre do desejo de colocar a vida negra na frente e em destaque: “É importante contar repetidas vezes, porque é preciso nos deixar levar pela ideia de que nós [negros] fazemos parte do tecido deste país de uma maneira que você não está vendo”. Barris também mencionou que outros escritores notáveis ​​de Hollywood também recontaram histórias ao longo de suas carreiras.

#BlackAF estreou na Netflix em abril deste ano e conta com oito episódios. O elenco é formado por Kenya Barris, Rashida Jones, Iman Benson, Genneya Walton, Scarlet Spencer, Justin Claiborne, Ravi Cabot-Conyers e Richard Gardenhire Jr. No IMDb, a sitcom conquistou a nota 6,7 / 10, enquanto no Rotten Tomatoes conseguiu 46% de aprovação da crítica e 75% de aprovação do público. A série foi renovada para a segunda temporada.