Lana Wachowski dirigiu Matrix 4 sozinha sem uma equipe extra; entenda

Neo e Trinity em foto de gravações de Matrix 4 (Reprodução)

No cinema atual tem sido muito comum a utilização de várias equipes de trabalho para se fazerem um filme. Um diretor por exemplo, conta com um co-diretor, e sub-diretores diversos, que se espalham em diferentes equipes à medida que a necessidade exige abrir várias frentes de trabalho, mas esse não é o caso de Lana Wachowski, que mesmo com toda a dificuldade prefere dirigir Matrix 4 com apenas uma equipe, que ela consiga controlar.

De acordo com os diretores de John Wick, Chad Stahelski e David Leitch, Wachowski está lidando com todas as cenas de ação do filme. “O que torna [Lana] tão incrível é que ela dirige sua própria ação. Tivemos diretores em uma segunda equipe em alguns dos filmes de Matrix apenas por causa da logística envolvida. Mas ultimamente, e especialmente em Matrix 4, ela está dirigindo sua própria ação. As ‘equipes B’ são usadas somente para captar imagens [sem direção de atores], realizar composições em alguns locais. Mas Lana, ela faz sua própria ação. Ela transforma tudo com sua unidade principal, e é por isso que as coisas dela parecem tão boas”, disse Stahelski ao site Collider

Stahelski e Leitch trabalharam na trilogia original de Matrix como dublês de Keanu Reeves durante suas cenas de ação. Ambos se tornaram diretores de ação em Hollywood, Stahelski com as sequências de John Wick e Leitch com Atomic Blonde e Hobbs e Shaw, e disseram que seu envolvimento com Matrix 4 estava limitado a uma supervisão. “É mais sobre o conceito criativo de algumas coreografias e apoiá-las com outras coisas”.

Eles ainda deram uma mãozinha para os dublês do novo longa. “Eles nos pediram para ajudar com a coreografia e um pouco do treinamento físico para os caras. Estou ajudando um pouco para uma sequência. Lana voltou com muito amor para ter uma reunião pseudo-familiar, então isso foi muito divertido. Foi bom ver muitos membros da equipe novamente. Acabamos de fazer uma sequência em São Francisco antes do início da pandemia”, disparou Chad Stahelski.