Leonardo DiCaprio sai em defesa da Amazônia e detona Bolsonaro

Leonardo DiCaprio (Divulgação)
Leonardo DiCaprio (Divulgação)

Leonardo DiCaprio usou as redes sociais para mobilizar as pessoas em defesa da Amazônia. No Twitter, o ator compartilhou um vídeo da Apib (Articulação dos Povos Indígenas do Brasil), onde vemos incêndios em várias partes do mundo, simbolizando as grandes queimadas que vem ocorrendo na Amazônia, associando isso o consumismo que se beneficia com a devastação da floresta amazônica.

O vídeo ainda faz críticas ao presidente Jair Bolsonaro, além de mostrar a ineficiência do governo brasileiro em preservar o meio ambiente. O material também ped para que os consumidores questionem empresas que se beneficiam das políticas ambientais de Bolsonaro em prol do agronegócio, da pecuária, da mineração e do extrativismo da madeira

No tweet da Apib está escrito: “EMERGÊNCIA! A Associação dos Povos Indígenas do Brasil (@apiboficial) pergunta a todos os cidadãos, governos e empresas ao redor do mundo ‘De que lado vocês estão: Amazon ou Bolsonaro?'”. Ao compartilhar o tweet DiCaprio usou as hashtags #DefundBolsonaro #AmazonOrBolsonaro #WhichSideAreYouOn, que em tradução livre significam “Corte o financiamento de Bolsonaro”, “Amazônia ou Bolsonaro” e “De que lado você está?”.

Ministro do Meio Ambiente responde Leonardo DiCaprio

A publicação recebeu uma resposta do Ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles. O ministro escreveu: “Caro DiCaprio, o Brasil está lançando o projeto de preservação ‘Adote Um Parque’, que permite a você ou qualquer outra empresa ou indivíduo escolher um dos 132 parques na Amazônia e patrociná-lo diretamente com 10 euros por hectare em um ano. Você vai colocar seu dinheiro onde sua boca está?”.

Não é a primeira vez que Leonardo DiCaprio e Bolsonaro trocam farpas. No final de 2019 Bolsonaro acusou sem ter provas Leonardo DiCaprio de financiar as queimadas na Amazônia. O ator que é fundado da Earth Alliance foi a público negar tais acusações e logo depois anunciou a doação de  US$ 5 milhões (cerca de R$ 26 milhões) para ações de combate às queimadas na Amazônia por meio de um fundo emergencial para o financiamento de comunidades indígenas.

Formado em administração e psicologia. Adora cartoons, animes e series animadas. Atualmente faz curso de desenho com especialização em cartoons.