Linda Hamilton
A atriz Linda Hamilton interpreta Sarah Connor em O Exterminador do Futuro (Imagem: Divulgação)

A atriz Linda Hamilton retornou ao papel da icônica Sarah Connor no novo filme da franquia O Exterminador do Futuro, que no Brasil ganhou o subtitulo Destino Sombrio. A estrela dá vida novamente à personagem Sarah Connor. A primeira vez que Linda Hamilton viveu a personagem foi ainda em 1991 no filme, O Exterminador do Futuro: Julgamento Final, longa que fez dela um ícone da cultura pop. 

Recentemente, a estrela concedeu uma entrevista, na qual relatou como é voltar aos holofotes, após sua mudança para Nova Orleans. No bate-papo, a atriz comentou sobre a sua decisão em voltar para a franquia, e falou também sobre seu casamento com o diretor James Cameron, que dirigiu os dois primeiros filmes da franquia.

Ao ser questionada de onde vem toda a raiva para viver a personagem que a marcou em O Exterminador do Futuro, a atriz revelou:Lembro-me de que nos dias iniciais da minha carreira um diretor comentou que ‘uau, você chega rapidamente em um estado de raiva’. Meu pai morreu quando eu era pequena, e minha mãe ficou viúva e com quatro filhos pequenos. Eu basicamente acho que a tarefa estava além das forças dela. Ela certamente lutou contra a depressão e nós não éramos autorizado a nos expressar…Acho que tive muita sorte por ser paga para interpretar raiva em um ambiente controlado.”

Sobre o seu relacionamento com James Cameron no primeiro filme, a atriz respondeu:Não gostávamos ou desgostávamos especialmente um do outro, no primeiro filme. Tive um grande momento explosivo na única vez que pedi para ver as cenas filmadas – Jim foi um dos diretores pioneiros quanto a isso. Em geral, não preciso ver as cenas, mas tivemos um dia duro e acho que perdi um pouco a confiança, e quando pedi para ver as cenas, ele respondeu ‘Não temos tempo, sigam em frente’, eu fiquei furiosa.”

Hamilton também falou sobre o fim de seu casamento com James Cameron. Quando eu rompi com Jim, eu passei anos devastada. Lembro-me de presumir que ia começar outro relacionamento imediatamente, que isso era crítico para minha essência. Mas não pulo de pessoa com muita facilidade. No final de cada relacionamento, eu sempre pensava: ‘Mais dois ou três anos sem sexo ? Que desperdício de mulher!’ Porque sempre demora tudo isso. Não me entrego com facilidade”, 

Comentários

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui