Loki terá crise de identidade em série do Disney+; entenda

Loki (Imagem: Divulgação)

Durante sua primeira aparição no MCU em Thor de 2011, Loki interpretado por Tom Hiddleston era uma figura triste que lutava contra o irmão pelo direito ao trono. Ele retornou um ano depois como o vilão de Os Vingadores , usando o Tesseract para liderar a invasão de terra do exército Chitauri por ordem de Thanos, sendo controlado pela Pedra da Mente. Agora como parte das novas séries da Marvel no Disney Plus, o personagem passará por uma espécie de crise de identidade. 

Em conversa com o Forever Dogs Podcast, o showrunner da série Loki, Michael Waldron revelou que o Deus da Trapaça lutará contra si mesmo. “Acredito que seja uma luta em relação à identidade, quem você é e quem você quer ser. Sou muito atraído pelos personagens que estão batalhando por controle. Certamente você vê isso em Loki nos últimos 10 anos nos filmes, ele está sem controle nos grandes momentos da sua vida. Ele foi adotado e isso se manifesta através da sua raiva da sua família”, disse ele durante o podcast. 

Vale lembrar que a série se passará no período em que o filho de Odin fugiu com o Tesseract, nos eventos de Vingadores: Ultimato, quando os heróis tentam recuperar o objeto durante uma viagem no tempo. Dúbio, o personagem é considerado um dos mais interessantes dos filmes já que ele consegue se alternar deixando o público sobre sua lealdade ou falta dela. 

Uma sinopse oficial do enredo ainda não foi divulgada pela empresa. O elenco terá além de Tom Hiddleston,  Sophia Di Martino, Richard E. Grant, Gugu Mbatha-Raw e Owen Wilson. A produção do programa está paralisada devido a preocupações com o surto de coronavírus por enquanto, mas a esperança é que a série seja capaz de retomar as filmagens em breve para ainda fazer uma data de lançamento ainda em 2021 (sua data original era no início do ano que vem). A série terá apenas seis episódios.