Lost Girls: Os Crimes de Long Island (Imagem: Divulgação)
ANÚNCIO

Um novo filme de suspense lançado pela Netflix tem assustado os usuários da plataforma. Trata-se de Lost Girls, que no Brasil recebeu o subtítulo de “Os Crimes de Long Island”. Dirigido por Liz Garbus, o suspense é baseado em um acontecimento real: Os crimes cometidos pelo  “Serial Killer de Long Island”, acusado de matar entre 10 e 16 pessoas, durante o período de 20 anos. 

Os crimes ocorreram entre 1996 e 2013. A produção de Garbus, escrita por Michael Wervie, é adaptada do livro “Lost Girls: Na Unsolved American Mystery”, de Robert Kolker. Inédito no Brasil, o livro de não-ficção investiga os crimes através da história de cinco de suas vítimas.

No longa, Mari Gilbert (Amy Ryan) está em uma busca frenética ao lado de agentes da lei por sua filha desaparecida. Em um determinado momento, a mulher decide por si própria procurar a criança passando a refazer os passos da garota e conduz a própria investigação para a comunidade insular escondida em Long Island.

Quem assistiu garante que a produção choca: Ainda estou digerindo o filme. Não sabia da história real a qual o filme é baseado, achei muito triste, principalmente o que aconteceu com a mãe”, contou uma usuária. 

“Assistam Lost girls – os crimes de Long Island, eu tô muito mal que é uma história real, me fez refletir muito”, falou outra. “Lost girls é um filme muito pesado, meu Deus, eu tô me sentindo muito mal pqp”, revelou uma terceira. “terminado de assistir agora lost girls , que filme pesado…triste de saber que é baseado em fatos reais”, lamentou mais uma.

O filme conta com 76% de aprovação no Rotten Tomatoes. Crua, porém gratificante, Lost Girls supera uma narrativa desigual, com performances poderosas e vontade de resistir à catarse fácil”, concluiu o consenso dos críticos.

Confira o trailer:

 

Comentários

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui