Macaulay Caulkin faz revelação inesperada sobre Era Uma Vez Em… Hollywood

Leonardo DiCaprio em “Era Uma Vez Em… Hollywood” (Imagem: Divulgação)

Quem não se lembra de Macaulay Caulkin em Esqueceram de Mim? Ele ficou conhecido mundialmente depois de participar da comédia de sucesso quando ainda era um garoto. Agora, adulto e um tempo longe do cinema, o ator contou que fez um teste para participar de Era Uma Vez Em… Hollywood, elogiado filme de Quentin Tarantino. Mas infelizmente não foi muito bem sucedido.

“Foi um desastre. Eu mesmo não teria me contratado”, conta o ator [via Esquire]. Culkin ainda revela que em cerca de oito anos esse foi o seu primeiro teste. “Eu sempre fui péssimo em testes de qualquer jeito”. Embora tenho compartilhado a experiência, o ator não disse qual personagem ele estava tentando interpretar no longa.

O filme de Tarantino é ambientado em Los Angeles no final da década de 60 e segue um ator de TV e seu dublê tentando ganhar fama em Hollywood. A comédia dramática é estrelada por Leonardo DiCaprio, Brad Pitt e Margot Robbie. Emile Hirsch, Margaret Qualley, Timothy Olyphant, Dakota Fanning, Austin Butler, Bruce Dern e Al Pacino completam o elenco.

Vale destacar, que o longa foi muito elogiado, sendo reconhecido nas premiações que passou. No Oscar 2020, por exemplo, concorreu em 10 categorias e saiu vitorioso em duas, Melhor Direção de Arte e Melhor Ator Coadjuvante para Brad Pitt.

Confira algumas das críticas:

“O jogo entre DiCaprio e Pitt é delicioso e bem elaborado – é melhor você acreditar que Tarantino sabe que ele está lidando com duas de nossas últimas estrelas de cinema da velha escola e atores mais sorrateiros.” – Ty Burr, Boston Globe.

“Cheio de momentos brilhantes, ótimas performances e uma sensação de Hollywood dos anos 60, misturada com uma mistura de nostalgia de contos de fadas e realismo de olhos claros.” – James Berardinelli, ReelViews.

“Há muito amor em ‘Era uma Vez em… Hollywood’ e muito para desfrutar.” – A.O. Scott, New York Times.

“‘Era uma vez em… Hollywood’ é Tarantino mostrando o que ele pode fazer, e seu filme praticamente pega o público pelas lapelas, insistindo que eles se divirtam.” – Gary M. Kramer, Salon.com.

“É o melhor, mais corajoso e mais descarado filme de Tarantino desde Pulp Fiction.” – Nigel Andrews, Financial Times.

“Com um senso obsessivo de detalhes, o resultado é uma LA onde ficção e realidade se misturam para formar um local magnífico que somente Tarantino poderia inventar.” – Brian Truitt, USA Today.

 

Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), apaixonada por literatura, cartas e pela magia do cinema. Escritora de histórias e trajetos dos amores.