Margot Robbie revela por que aceitou trabalhar com Tarantino mesmo após acusações

Quentin Tarantino e Uma Thurman no set de “Kill Bill” (Miramax)

A atriz Margot Robbie abriu o coração em entrevista à revista Vogue sobre sua participação em “Era Uma Vez… em Hollywood” do diretor Quentin Tarantino. Margot revelou por que decidiu aceitar interpretar Sharon Tate, atriz e ex-esposa de Roman Polanski, brutalmente assassinada pelos seguidores de Charles Manson no final dos anos 60, no auge de sua carreira. O filme é estrelado por Brad Pitt e Leonardo DiCaprio.

Quando perguntada sobre seu envolvimento no projeto de Tarantino, que há anos é acusado de maltratar atrizes nos sets de filmagens, em especial Uma Thurman, que chegou a sofrer um grave acidente durante as filmagens de “Kill Bill” após ser assegurada pelo diretor de que o carro que dirigia era seguro e ser pressionada por ele para assumir o volante ao invés de usar uma dublê, Robbie respondeu: “O pensamento passou pela minha cabeça. Tipo, será que as pessoas verão essa decisão como algo conflitante com o que eu estou querendo fazer no campo da produção?”, em referência à sua produtora LuckyChap que promove o trabalho de mulheres em frente e por trás das câmeras.

Admiração de longa data

A contratação de Margot partiu de uma iniciativa da própria atriz. Ela mandou uma carta ao diretor explicando sobre sua admiração e a vontade de trabalhar com ele “em qualquer capacidade”. Na época, Quentin estava finalizando o roteiro do filme, e achou que Margot seria perfeita para o papel de Tate. “Sempre foi um sonho meu trabalhar com Tarantino, eu eu tive essa oportunidade, e fico triste de pensar que algumas pessoas podem usar isso contra mim mesmo sabendo sobre tudo mais que eu tenho feito”, desabafou ela. O filme foi envolvido em mais uma polêmica quando o diretor foi acusado de dar poucas falas à personagem de Robbie, e que a atitude poderia ser considerada como misoginia. Tarantino negou e se recusou a comentar sobre o assunto. “Era Uma Vez… em Hollywood” estreia em 15 de agosto.

Cresceu vendo filmes ao invés de brincar na rua. Fã de ir ao cinema sozinha. Críticas e notícias sobre o mundo do entretenimento.

bostancı escort