Marvel é processada por empresa chinesa por causa de uma de suas séries

Arte conceitual de WandaVision (Reprodução)

WandaVision é uma das séries mais aguardadas do Disney+. O programa se situa no Universo Cinematográfico da Marvel e será estrelado por Elizabeth Olsen e Paul Bettany reprisando seus papéis como Feiticeira Escarlate e Visão, respectivamente. A produção começou a ser gravada em novembro de 2019 em Atlanta, na Geórgia, mas em março de 2020, as gravações foram interrompidas por conta da pandemia. A estreia da série está prevista para dezembro deste ano, mas com o atraso no calendário isso pode mudar.

Contudo, a pandemia não foi o único problema que a Marvel Studios vem enfrentando com WandaVision. De acordo com o site Bleeding Cool, a empresa chinesa Wanda Group Ltda está processando o estúdio pelo uso do nome Wanda, que também é o nome civil da Feiticeira Escarlate. Com a chegada da série, a Marvel está registrando o nome Wanda em diversos setores do entretenimento, porém a multinacional de Hong Kong enviou um documento para governo do EUA avisando que o nome Wanda já está sendo usado por eles em uma extensa lista de itens que incluem brinquedos, jogos, enfeites, artigos esportivos, etc.

Segundo informações, o processo ainda está em andamento mas não deve afetar a estreia da série.

WandaVision tem direção de Matt Shakman, a produção executiva e o roteiro é Jac Schaeffer. Além de Elizabeth Olsen e Paul Bettany, o elenco também contará com Teyonah Parris, Kat Dennings, Randall Park e Kathryn Hahn. A primeira temporada com seis episódios. De acordo com a sinopse, a sitcom mostrará Wanda e Visão tentando ter uma vida ideal, mas nem tudo é o que parece ser.

Wanda e Visão foram apresentados no MCU em Vingadores: Era de Ultron (2015). Os dois passaram a ter uma relação cada vez mais próximas até entrarem em um relacionamento. Infelizmente, Wanda teve que matar Visão em Vingadores: Guerra Infinita (2018) para  tentar impedir que Thanos pegasse a Joia da Mente que fazia parte do herói.