Matthew McConaughey diz em biografia que foi abusado na adolescência

Matthew McConaughey
Matthew McConaughey (Reprodução)

Com o lançamento de seu livro de memórias Greenlights, várias histórias sobre Matthew McConaughey estão vindo à tona, e numa delas, ele relata ter sido vítima de vários abusos sexuais durante a adolescência. Aos 50 anos, o astro do filme Interestelar explica as histórias no livro através de luzes verdes, amarelas e vermelhas, cada uma delas, para sinalizar os momentos que ele resolveu seguir a vida ou parou ao ter aprendido uma lição. 

Ele diz nas páginas que sua primeira relação sexual não foi consensual, e que foi chantageado para isso. “Fui chantageado para fazer sexo pela primeira vez quando tinha 15 anos. Eu tinha certeza de que iria para o inferno por causa do sexo antes do casamento. Hoje, estou apenas certo de que espero que não seja o caso”. Ele ainda escreve que foi “molestado por um homem quando [ele] tinha 18 anos, quando ficou inconsciente na parte de trás de uma van”. 

Mas mesmo assim, ele diz que não se considerar uma vítima perene dessas situações. “Nunca me senti uma vítima. Tenho muitas provas de que o mundo está conspirando para me fazer feliz”. Na publicação, ele ainda falou sobre sua relação complicada com seus pais, e até chamou a atenção anteriormente ao revelar que seu pai faleceu enquanto fazia amor com sua mãe. 

“Recebi um telefonema da minha mãe. – ‘Seu pai morreu’. Meus joelhos dobraram. Não pude acreditar. Ele era meu pai. Ninguém ou nada poderia matá-lo. Exceto mamãe. Ele sempre dizia a mim e aos meus irmãos: ‘Rapazes, quando eu morrer, vou morrer fazendo amor com sua mãe’. E foi o que aconteceu. Ele teve um ataque cardíaco quando chegou ao clímax”, escreveu ele, que foi criticado pelos internautas, por expor a intimidade de sua família, que deveria segundos os mesmos, ficar resguardada. 

ankara escort