Membro da produção de Batwoman sofre acidente no set e série é interrompida

Batwoman (Divulgação The CW)

Dessa vez não foi o novo coronavírus que fez a produção de uma série ser interrompida. Batwoman, programa da The CW teve sua produção completamente paralisada após uma assistente de produção ser gravemente ferida durante uma das gravações. Amanda Smith, de 30 anos, estava nos bastidores da série em Vancouver quando a plataforma de um equipamento de elevação caiu sobre sua cabeça. 

Ela sofreu uma lesão nas vértebras e outros ferimentos graves na coluna. Smith foi imediatamente levada para um pronto socorro conforme relatou o jornal Vancouver Sun, e nesse momento passa bem, e leva tudo com muito bom humor, apesar de não estar sentindo o movimento das pernas conforme relatou. 

Amigos e familiares se mantém esperançosos, acreditando que logo a assistente voltará a ter uma vida normal, e inclusive voltando a andar. De acordo com Tyler Mazzucco colega de Amanda na série, não era possível ouvir o som da máquina em funcionamento devido ao alto barulho que estava fazendo no momento em que eles estavam gravando próximos a um viaduto com o trânsito bastante pesado. 

Equipamentos de elevação são usados tanto em sets de filmagem como em construções civis, e outras obras, e servem como pequenos elevadores, controlados através de controle remoto. Um fundo de reabilitação foi aberto em nome de Smith, e visa arrecadar cerca de 50 mil dólares para suas despesas e cirurgias. Depois do acidente ocorrido na última quarta-feira, 11 de março, os diretores resolveram paralisar a produção na sexta-feira, 13 de março por tempo indeterminado. 

Batwoman foi definida para ter 13 episódios, e acabou ganhando uma temporada completa com 22 episódios em outubro do ano passado. Depois de participar do crossover de Crise nas Infinitas Terras, a personagem da Ruby Rose, deve ganhar mais tempo na emissora, em nova temporada marcada para iniciar na próxima fall season.