Mischa Barton revela “heranças” desagradáveis que recebeu de The O.C.

Mischa Barton
Mischa Barton (Foto: Divulgação)

A atriz inglesa Mischa Barton é lembrada, sobretudo, por seu papel em The O.C. Na série, ela interpretou Marissa entre 2003 e 2007 quando tinha 17 anos e deixou a série no final da terceira temporada, quando sua personagem foi morta em um acidente de carro.

Em entrevista recente ao portal ET Online, Barton revelou que a fama adquirida com The O.C. trouxe depressão e ansiedade. “Já falei antes sobre me sentir desapegada e o que a fama fez comigo durante os meus 20 anos. Me tornei uma agorafóbica. Isso me trouxe depressão e ansiedade que tive que lidar pelo resto da vida”, disse a atriz em referência ao transtorno de ansiedade que causa sensação de pânico a partir de algumas situações.

“Eu gosto de me abrir sobre isso. Converso com profissionais e muitas pessoas que também passam por coisas assim. Eu penso que ser honesta sobre o que sente é como você se cura”, refletiu.

Hoje aos 34 anos, a atriz é dona de uma carreira permeada por filmes B, longe de Hollywood. Mischa voltou à televisão com The Beautiful Lie, do canal CW, em 2009 e seu trabalho mais recente nessa mídia é o reality show The Hills: New Beginnings, da MTV.

Na época da saída de Mischa do elenco do drama teen falou-se que problemas nos bastidores haviam levado ao seu afastamento ou mesmo uma demissão. Em 2019, no entanto, a atriz afirmou que deixou a série, pois “queria realizar mais coisas em sua carreira.”

A traumática saída de Mischa da série, não só abalou os fãs do drama teen como também os seus colegas de elenco. Em entrevista recente à PeopleTV, Ben McKenzie, que vivia o namorado da personagem na trama, Ryan Atwood, reconheceu que sentiu falta da parceira nas gravações da quarta temporada. “Era muito estranho ter alguém que estava desde o começo sair”, confessou o galã.

Amante das diversas formas de expressão cultural. Viciado em séries, e sempre por dentro das últimas novidades do cinema. Ama dramas e sempre tenta dar uma oportunidade para as fantasias, distopias e os longas de ação e terror.