Motivo especial pode fazer Zack Snyder voltar a dirigir os filmes da DC

Zack Snyder (Imagem: Divulgação)

O futuro de Zack Snyder na Warner Bros ainda é um tanto incerto. Durante muito tempo se acreditou que o Snyder Cut, sua versão de Liga da Justiça não passava de um boato, com a Warner Bros. pronta para refutar qualquer afirmação sobre o projeto que levava o nome do cineasta. Depois de uma campanha de mais um ano feita pelos fãs com o apoio de muitos atores, o filme foi finalmente anunciado como atração do HBO Max, serviço de streaming lançado há cerca de um mês.

Para fazer com que o filme fique pronto para o público, o estúdio resolveu investir uma quantia generosa, que segundo profissionais responsáveis, passa de 30 milhões de dólares em edição e efeitos especiais, além de gravações adicionais que serão feitas para preencher lacunas no material original.

Embora a DC Films esteja redefinindo tudo, e até mesmo implantando o conceito de multiverso no filme solo do Flash, que deve contar com Michael Keaton reprisando seu papel de Batman, (e isso possibilitará que filmes como The Batman, e Coringa existam normalmente sem que façam parte do cânone do estúdio), é possível que Zack Snyder volta a ocupar uma cadeira fixa de diretor.

Quem informa isso é o site americano We Got This Covered, que segundo suas fontes, entende-se que a Warner está apostando na resposta do público ao Snyder Cut no HBO Max. Se a essa resposta for positiva, Snyder poderá voltar ao DCEU. A publicação ainda diz que possivelmente ele voltará num projeto paralelo (assim como The Batman). O diretor esteve a frente de Homem de Aço (2013), Batman vs. Superman (2016), e faria Liga da Justiça (2017), quando passou por uma tragédia familiar, com o suicídio de sua filha.

Para ocupar seu lugar, a WB contratou Joss Whedon (que tinha um histórico positivo com esse tipo de filme por ter dirigido os dois primeiros Vingadores), mas o resultado não foi como esperado. Whedon, modificou toda a história, o que acabou fazendo com que o longa fracassasse nas bilheterias. Para completar, agora, três anos depois, estão surgindo histórias sobre o comportamento abusivo do diretor nos sets, como afirmou o ator Ray Fisher numa postagem recente em seu Twitter, relatando que o homem mantinha uma postura pouco profissional.

Enquanto isso, Snyder segue como queridinho dos fãs, e se mostra apaixonado pelos personagens que conseguiu adaptar dos quadrinhos. Ele chegou a dizer que o Snyder Cut faria justiça por Cyborg, que teve sua história cortada na película oficial.