Netflix divulga vídeo e data de lançamento da temporada final de The Rain

The Rain (Netflix)

A Netflix divulgou um vídeo contendo várias imagens de bastidores e do elenco de The Rain. O vídeo também divulga a chegada da terceira e última temporada série que acontecerá no dia 6 de agosto. The Rain segue a história de um grupo de jovens que está sobrevivendo em um mundo pós apocalíptico onde uma estranha chuva está espalhando um vírus mortal e matando pessoas ao redor do mundo.

A primeira temporada de The Rain estreou em maio de 2018. O elenco da série dinamarquesa é formado por Lucas Lynggaard Tønnesen, Alba August, Mikkel Følsgaard, Jessica Dinnage, Lukas Løkken, Sonny Lindberg, angela Bundalovic, Natalie Madueño e Clara Rosager. No IMDb, The Rain tem a nota 6,4 / 10, e no Rotten Tomatoes tem 82% de aprovação da crítica e 55% de aprovação do público.

Confira abaixo outras avaliações sobre o seriado:

“Assim como The Walking Dead estava no auge, The Rain é mais forte quando se concentra na dinâmica de grupo e em como esse desastre afetou cada indivíduo de maneira diferente, em vez de choques e emoções” – Jonathan Hatfull, SciFiNow.

“Até agora, não parece que The Rain trará algo novo para a categoria de suspense distópico – mas isso não deve impedir os fãs do gênero de mergulharem no mundo escandinavo fictício que ele apresenta” – Tess Cagle, The Daily Dot.

“Não é tanto que The Rain abre novos caminhos para a narrativa pós-apocapática-distopia. É simplesmente que mostra quanto mais terreno há para explorar nessa grande zona de quarentena de um gênero” – Sean T. Collins, Decider.

“A narrativa carece de coesão interna e algumas reviravoltas na trama, como as motivações de Frederik por suas ações, exigem credulidade. Alguns personagens, como o chefe malvado da Apollon, não são desenvolvidos o suficiente para possuir a gravidade necessária” – Vikram Johri, Scroll.in.

“The Rain é um dos melhores dramas de sobrevivência que chegaram às telas em anos, mesmo que se apoie nos dramas familiares, com personagens emocionantes, imprevisíveis e genuinamente agradáveis que o mantêm grudado na tela” – Monika Bartyzel, Collider