Netflix justifica fim de “One Day at a Time” e elenco reage

One Day at a Time
Netflix explicou o motivo para o cancelamento da série “One Day at a Time” e equipe protestou contra o fim da comédia em carta aberta (Imagem: Divulgação/Netflix)

Mesmo com o fim decretado pela Netflix após três temporadas, a série “One Day at a Time” conta com uma legião de fãs e também uma equipe que não se conformam com o fim. Eles até fizeram campanha para que a trama tivesse continuidade em uma outra plataforma ou emissora, mas até então sem sucesso.

A Netflix justifica a baixa audiência como responsável pelo cancelamento do título. O vice-presidente de conteúdo Original da Netflix, Cindy Holland comentou sobre a decisão da plataforma de streaming de não dar continuidade à história.

Carta

“Eu penso que ‘One Day at a Time’ é uma série que gosto muito. Espero que as pessoas descubram as três temporadas que fizemos. Eu prefiro olhar pelo lado positivo, nós apoiamos por três temporadas uma série que provavelmente não teria continuidade em nenhum outro lugar. Não estou tentando ser egoísta, só estou tentando explicar como nós gostamos de arriscar e apoiar séries o quanto pudermos, mas em algum momento temos que buscar séries que conseguem atingir um público maior”, afirmou Holland.

Entretanto, parte da equipe da série, mais precisamente a atriz Rita Moreno e o produtor Norman Lear divulgaram uma carta aberta com argumentos que explicam por que a série deve ganhar um retorno.

“Não é um caso em que a série falhou em representar audiências minotárias e falar de problemas reais com o coração…. Nós asseguramos que nunca falhamos com o compromisso com a diversidade que a Netflix tem. Mesmo assim, por causa de números, estamos chegando ao fim. Entendemos que empresas respondem aos seus acionistas. Mas existe outros critérios para a sobrevivência de uma série que vão além dos números”, diz o texto.

O canal CBS até manifestou interesse em dar continuidade àa produção, mas a Netflix não quis negociar. A série conta a história de uma mulher recém-divorciada que cuida dos dois filhos com a ajuda da mãe. Trata-se de um reboot, originalmente de 1975 que ganhou uma adaptação do serviço de Vídeo On Demand.

Amante das diversas formas de expressão cultural. Viciado em séries, e sempre por dentro das últimas novidades do cinema. Ama dramas e sempre tenta dar uma oportunidade para as fantasias, distopias e os longas de ação e terror.