Netflix
Netflix

A Netflix tem uma série de conteúdos originais, que tem consumido nos últimos anos uma imensa quantia de dinheiro aos cofres da gigante do streaming. Para se ter uma ideia dos altos valores, só em 2018 os gastos com séries e filmes próprios chegou a 8 bilhões de dólares.

Porém, a ordem hoje dentro da empresa é pôr o pé no freio dos imensos gastos. Consta que o CCO Ted Sarandos havia conversado com executivos e investidores durante uma reunião em junho, e a ordem é que a Netflix priorize produções com um maior custo-benefício em detrimento aos números de audiência.

A orientação do CCO deverá ser válida já a partir dos próximos investimentos da companhia. O que leva o mercado a acreditar que a gigante do streaming deve colocar como principal foco as séries e filmes que atraiam um grande percentual de audiência condizente com seu público.

A nova ordem interna na Netflix não é diferente do que já fazem inúmeras empresas no mercado global, principalmente as produtoras, mercado esse no qual a empresa norte-americana está inserida.

O novo planejamento comercial da Netflix leva a crer que a companhia deve enxugar os seus custos assim evitando um possível caixa negativo. Recentemente, o balanço contábil da companhia mostrou que o seu caixa ficou negativo em 380 milhões de dólares no primeiro quadrante de 2019.

Na reunião onde foi passada a nova estratégia da empresa, o CCO Ted Sarandos, teria até possivelmente comentado sobre a compra do drama Operação Fronteira, que foi considerado pela empresa como um investimento ruim. Conforme o próprio The Information relatou, o drama não atraiu público suficiente para justificar o investimento de 115 milhões de dólares que chegaram a ser gastos com a sua compra.

Porém, após as divulgações da mudança empresarial da gigante de streaming pelo The Information, a Netflix resolveu se pronunciar e respondeu diretamente ao site informando que “não houve mudança no orçamento ou qualquer alteração nos futuros projetos, tampouco na forma como são autorizados.” Com isso a plataforma nega que o seu CCO tenha passado orientação de mudança de foco ao adquirir séries e filmes, ou até mesmo produzi-las.

Comentários

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui