Netflix toma atitude no Brasil para evitar sobrecarga na internet

Netflix
Netflix (Imagem: Reprodução/Internet)

Seguindo o exemplo de outros países, que anunciaram na última semana a redução da qualidade de seus vídeos, com o intuito de evitar a sobrecarga, e assim mantendo a estabilidade do serviço, a Netflix Brasil divulgou na última segunda-feira (23), que também irá alterar a qualidade de seu streaming.

A medida já foi adotada pela empresa na Europa, local onde a maioria da população, está em quarentena devido a pandemia do coronavírus.  O período no qual o mundo está passando, com inúmeras pessoas precisando ficar em casa, para diminuir a propagação do COVID-19, fez com o acesso as plataformas de streaming tenha aumentando de um modo significativo em todo o mundo.

Grandes empresas que possuem gigantescos provedores, como o YouTube, a Amazon e o Facebook, também se viram forçadas a adotarem medidas parecidas com a da Netflix. Elas informaram que não reduziram a resolução de imagens, mas sim a taxa de dados, conhecida pelo termo em inglês “bitrate”.

A Netflix revelou que a redução do tráfego será em torno de 25%, e a medida será aplicada pelos próximos 30 dias. A gigante do streaming, espera que neste período, já tenhamos uma mudança no atual estado de quarentena, imposto à população. Mas a própria empresa afirmou, que a medida não implicará na experiência do usuário com o serviço de Video On Demand (VOD).

Quando a Netflix adotou a medida na Europa, ela deixou claro que a medida poderia ser copiada para outros países, tudo iria depender da necessidade em manter a estabilidade do serviço.

Recentemente, o Grupo Globo anunciou que o Globoplay, e a demais empresas  do grupo que possuem serviço de streaming, como o GShow, Globosat e o Globoesporte.com, também teriam a redução resolução da qualidade de vídeos em Full HD e 4K.

Amante das diversas formas de expressão cultural. Viciado em séries, e sempre por dentro das últimas novidades do cinema. Ama dramas e sempre tenta dar uma oportunidade para as fantasias, distopias e os longas de ação e terror.