No tribunal, Johnny Depp nega ter agredido Amber Heard, e faz revelação sobre uso de drogas

Johnny Depp (Foto: Divulgação)

Nesta terça-feira, 07 de julho, o ator Johnny Depp compareceu ao Tribunal britânico para dar um depoimento no processo de difamação que ele move contra o tabloide The Sun que o acusou o chamou de ‘espancador de mulheres’ na capa da publicação, quando estourou o escândalo entre o astro de Piratas do Caribe, e sua ex-esposa Amber Heard. Os advogados de Heard que estavam presentes alegaram que Depp a agredia constantemente, pois consumia drogas constantemente. Ele negou que tenha feito com Heard todas as barbaridades que ela afirma, porém confirmou seu envolvimento com drogas, segundo o site News.com que teve acesso a todo o depoimento.

Segundo o ator de 57 anos teve seu primeiro contato com drogas roubando medicamentos pesados de sua mãe, e aos 14 anos já tinha experimentado todas as drogas inventadas pelo homem. “A minha mãe me pedia para pegar as pílulas para os nervos dela e eu tomava uma, foi assim que descobri que aquela era a única forma de amenizar meus sofrimentos. Assim eu já tinha usado todas as drogas conhecidas pelo homem aos 14 anos”.

“Eu sempre tive um interesse pela contracultura e muitos dos meus heróis literários, como Geoffrey Chaucer, viciado em ópio, e Thomas De Quincey, autor de Confissão de um Comedor de Ópio, tratavam desses assuntos”, disse ele atribuindo seu vício por influências de seus ídolos dos livros, ressaltando que odeia falar algo a favor das drogas e álcool, mas que elas sempre funcionaram para ele. De acordo com seu depoimento, foi ele mesmo quem deu maconha para sua filha quando ela tinha 13 anos, chamando a atitude de “paternidade responsável”.

Em determinado momento, Depp foi questionado sobre uma tatuagem que ele havia feito escrito Winona Forever (em relação a Winona Ryder, sua ex-namorada), que ele modificou para Wino Forever (quando o relacionamento acabou). Ele teria batido três vezes em Amber Heard por ele ter debochado da tal tatuagem. “Não me lembro de nenhuma conversa desse tipo. Não lembro de nenhuma discussão sobre nenhuma das minhas tatuagens. Isso não aconteceu. Esta alegação é falsa”, mesmo pressionado, o ator continuou dizendo que desconhecia o fato.