Notícia sobre quadrinhos de O Mundo Sombrio de Sabrina não é nada animadora

O Mundo Sombrio de Sabrina, produzida a partir dos quadrinhos da Archie Comics (Imagem: Divulgação / Netflix)

A produção de quadrinhos de O Mundo Sombrio de Sabrina, levados ao público pela Archie Comics, deve ser paralisada por mais um tempo. A reinvenção dos quadrinhos da história foi um sucesso e rendeu até mesmo a série da Netflix, mas, para quem não sabe, o último quadrinho foi lançado em 2017. Desde então, os fãs não tiveram acesso a mais nenhuma história.

Recentemente, em entrevista concedida ao Decider, o CEO da Archie Comics, o empresário Jon Goldwater, disse que tudo está dependendo do showrunner da série O Mundo Sombrio de Sabrina, o roteirista Roberto Aguirre-Sacasa. Isso porque ele também é o Diretor Criativo da Archie Comics e tem mais duas produções pela frente, na TV, que são uma série sobre a escritora Mary Shelley (para a HBO) e uma sobre a rotina das noivas do Drácula (para a ABC).

“Eu sei que os fãs estão esperando pelas novas edições. Já conversei com Roberto Aguirre-Sacasa sobre isso e parece que ele está muito ocupado agora. Precisamos entender e aproveitar as adaptações de TV como recompensas pelo longo trabalho que tivemos. Roberto está concentrado nas adaptações e acredito que os fãs estão achando tudo isso incrível”, disse Jon Goldwater ao Decider.

Vale lembrar que a série O Mundo Sombrio de Sabrina chegou com sua terceira parte à Netflix no último dia 24 de janeiro. Mais uma vez, a trama mostrou novas conexões com o universo da série Riverdale. Isso porque, embora muitas pessoas não saibam, as duas séries estão dentro do mesmo universo de acontecimentos. Nesta fase, um grande destaque da série, em sua nova temporada, é a trilha sonora.

E o showrunner Roberto Aguirre-Sacasa explicou, em entrevista à Entertainment Weekly, que a trilha sonora reserva muitas coisas: “É algo que tem se tornado uma marca da série. Aconteceu de forma orgânica, a ideia da Sabrina como líder de torcida nos fez perceber que poderíamos fazer números [espetáculos musicais] e eu sempre adorei histórias sobre bandas de garagem. O que o Clube faz quando seus membros não estão expulsando demônios?”.

 

Comentários