Nova série da Netflix deixa praticantes de dominatrix e BDSM irados

Amizade Dolorida
Praticantes de BDSM e dominatrix repudiaram nova série da Netflix “Amizade Dolorida” (Imagem: Divulgação)

A Netflix resolveu fazer uma comédia utilizando elementos da cultura dominatrix e BDSM nos Estados Unidos. “Amizade Dolorida” retrata a relação entre dois amigos de colégio, um rapaz homossexual, e uma dominatrix, que se reencontram após anos.

Porém, a abordagem dos temas, envolvendo sexo, amizades, falta de compromisso, e dominação, não agradou a todos. “Eu entendo que essa série é baseada superficialmente em uma experiência pessoal, mas ela joga uma sombra ruim e um estigma na dominação profissional. As invenções alimentam o estigma de BDSM e não mostram como é a vida de uma dominatrix. Por que ela é escrota o tempo todo? Por que ela usa um colar com um anel em O? Por que o espartilho dela não cabe direito? A falta de negociação e consentimento? Qual é, até algo superficial deveria ser uma representação melhor” comentou a dominatrix Mistress Synful Pleasure.

Jessica Nicole Smith, outra famosa dominatrix, também comentou: “Nada disso pareceu real para mim. Não era uma história real de uma trabalhadora sexual bonita e complexa que tem uma história real de abuso no trabalho. Isso não me pareceu certo nem um pouco, até porque já passei por isso. Consulte uma p*** de uma trabalhadora sexual antes de escrever seu roteiro.”

Longe da realidade

Diversas praticantes profissionais do BDSM, passaram a achar que a série deturpa a realidade. Houve também dominadoras não profissionais que se sentiram incomodadas com a série. Argumentos como a falta de realização entre os parceiros em uma relação de dominação, o relacionamento saudável, o comportamento, a comunicação e até a abordagem errada de procedimentos a fim de evitar traumas, também foram questionados.

Não é a primeira vez que os adeptos do BDMS sentem que seus atos são deturpados pela indústria cinematográfica e televisiva, em “Cinquenta Tons de Cinza”, houve diversas críticas às cenas de dominação.

A série da Netflix conta com sete episódios em sua primeira temporada, e tem Brendan Scannell, com Zoe Levin e D’ Arcy Carden no elenco.

Amante das diversas formas de expressão cultural. Viciado em séries, e sempre por dentro das últimas novidades do cinema. Ama dramas e sempre tenta dar uma oportunidade para as fantasias, distopias e os longas de ação e terror.

bostancı escort