O Chamado da Floresta pode dar prejuízo milionário à Disney; saiba tudo

O Chamado da Floresta (Imagem: Divulgação)

Segundo uma estimativa feita pelo site Variety, O Chamado da Floresta deve dar um prejuízo de US$ 50 milhões para a 20th Century Fox e para a Disney. O longa metragem estrelado por Harrison Ford está em terceiro lugar na bilheteria americana e arrecadou até o momento US$ 79 milhões.

O Chamado da Floresta tem que arrecadar entre US$ 250 milhões e US$ 275 milhões em bilheteria para cobrir os custos da produção que foi de US$ 125 milhões. Contudo, o prejuízo pode não ser tão grande, pois longa metragem foi financiado pela TSG, que deve amenizar o rombo sofrido pela Disney.

Esta é mais uma produção da Fox que fracassou em bilheteria desde que foi comprada pela Disney, outro filme que decepcionou da mesma forma foi X-Men: Fênix Negra, tendo arrecadado US$ 65 milhões no Estados Unidos e US$ 252 milhões ao redor do mundo.

O Chamado da Floresta é baseado no livro O Grito da Selva escrito por Jack London. O enredo conta história de um cachorro de estimação de uma família que é roubado e acaba tendo que aprender a sobreviver no ambiente hostil do Alaska. O filme tem direção Chris Sanders e o elenco conta com Harrison Ford, Karen Gillan, Dan Stevens, Bradley Whitford e Omar Sy.

Tendo chegado aos cinemas no dia 20 de fevereiro, O Chamado da Floresta tem nota 6,9 / 10 no IMDb. No Rotten Tomatoes a produção tem 62% de aprovação da crítica especializada e 89% de aprovação do público.

Confira abaixo algumas avaliações sobre o filme:

“Há pouco aqui, em meio às animações fotorrealistas de alta tecnologia, que satisfariam o conceito de “selvagem” de Londres” – Jake Coyle, Associated Press.

“Harrison Ford faz um trabalho silenciosamente poderoso como o herói do autor Jack London, mas sua co-estrela gerada por computador parece estranha” –  Richard Roeper, Chicago Sun-Times.

“Se você olhar de soslaio e obscurecer os efeitos (não são apenas Buck – todos os cães, esquilos, lobos e ursos são gerados por computador), você fica com uma história incrivelmente muscular do co-roteirista de Logan, Michael Green” – Kevin Maher, Times (UK).

Formado em administração e psicologia. Adora cartoons, animes e series animadas. Atualmente faz curso de desenho com especialização em cartoons.