O Esquadrão Suicida: John Cena conta qual sua reação ao receber proposta para spin-off

John Cena como Pacificador em O Esquadrão Suicida (Imagem: Divulgação)

Os fãs ficaram extremamente animados quando surgiu há algumas semanas a notícia de que o Pacificador, personagem de John Cena em O Esquadrão Suicida, ganharia uma série própria no HBO Max, serviço de streaming da Warner Bros. Como a DC conta com diversos personagens, a ideia é que tal qual a Marvel planeja fazer no Disney+, a empresa também invista naqueles nos quais enxerga o maior potencial. Criticado por Dave Baustista recentemente por ter trocado a luta pela atuação, e não fazê-la de forma convincente, Cena disse que quando soube da possibilidade de estrelar uma série, não pensou duas vezes em aceitar a oportunidade, sobretudo pela possibilidade de trabalhar com James Gunn novamente.

“Isto também significa que tentamos fazer o melhor que podemos em todas as oportunidades. Eu realmente amei O Esquadrão Suicida e me dei muito bem com James [Gunn], e falei com ele ‘Ei cara, devemos fazer isso de novo!’ Ele disse ‘Sim, devemos fazer isso de novo!’ Logo ele estava tipo, ‘Ei, você quer fazer um programa para a HBO Max?’ Eu estava tipo, o quê ?!”, disse em entrevista ao programa de Jimmy Fallon. Gunn atualmente está iniciando as filmagens de Guardiões da Galáxia Vol. 3, e depois se dedicará a escrever os roteiros da nova série.

“Acho que a coisa mais importante, no que diz respeito ao Esquadrão Suicida é o nome James Gunn. E as pessoas conhecem James e sua paixão por contar uma história e sua paixão por tecer uma narrativa e desenvolver personagens de seu interesse. Um modelo perfeito para isso é Guardiões da Galáxia. Como apenas um cinéfilo em geral, eu não sabia nada sobre Guardiões, mas depois de cinco minutos de filme, eu me preocupo com os personagens. E é isso que ele faz tão bem”, continuou. Não é primeira vez que Cena elogia o diretor, e já disse em entrevista anterior que o profissional é a representação do pro ativismo.