“O Exterminador: Destino Sombrio” (Divulgação)

Assim como aconteceu com Star Wars, que agora tem Rey como personagem principal, outra franquia adorada por uma legião de fãs ganhará um filme focado em personagens femininas. O diretor de O Exterminador do Futuro 6, Tim Miller, garante que o fato poderá aborrecer uma parcela da comunidade e que isso não o preocupa.

Em entrevista à Variety, Miller foi questionado sobre críticas que surgiram após o lançamento do pôster do filme, que ilustra as atrizes Mackenzie Davis, Natalia Reyes e Linda Hamilton, chamando suas personagens de “feminazis”, termo pejorativo usado para se referir à feministas. “Se você for uma pessoa inteligente, a personagem dela fará muito sucesso. Se você é um misógino enrustido, ela vai te apavorar, porque ela é firme, forte e muito feminina. Nós não substituímos certos elementos do gênero por outros; ela é simplesmente muito forte e isso assusta alguns caras“, disparou o diretor, confirmando que não dá a mínima para esse tipo de reação.

Novidade

Tim explicou que se reuniu com um grupo de escritores durante o processo de desenvolvimento da nova visão da franquia, e chegou à conclusão de que um dos personagens principais deveria ser um protetor, e que desde o início pensaram em uma mulher. “Joe Abercrombie teve essa ideia de uma protetora do futuro que é uma máquina de lutar. É uma vida dolorosa, e ela tem cicatrizes e toma vários remédios para combater a dor. Tivemos que procurar alguém que tivesse a fisicalidade, mas também o lado emocional. Mackenzie [Davis] realmente queria o papel, ela trabalhou mais do que todo mundo“, contou ele. O Exterminador do Futuro: Destino Sombrio estreia nos cinemas em 31 de outubro.

Comentários

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui