O futuro da Netflix depois de romper com a Marvel está cheio de comics

O divórcio entre Netflix e Marvel está sendo duro, especialmente para a primeira. Enquanto (quase) todas as licenças da Marvel vão para o Disney+, a Netflix perde acesso a várias séries que eram o seu carro chefe durante anos, incluindo os filmes do MCU.

Por exemplo: nada de Vingadores: Ultimato na Netflix, ok?

O problema para a Netflix é que super-heróis e personagens de comics seguem na moda. E a salvação está nas licenças menos conhecidas, mas com um grande potencial: algo que o serviço de streaming aprendeu com The Umbrella Academy, um grande sucesso recente da plataforma (45 milhões de lares em abril).

 

 

Séries da Dark Horse para a Netflix

 

 

The Umbrella Academy é uma adaptação de um comic publicado pela editora Dark Horse Comics, e a Netflix quer mais disso. Um acordo entre as duas empresas foi confirmado, com o objetivo de produzir séries e filmes baseados em seus personagens. Assim, a Netflix ganhou acesso a muitas licenças, algumas delas muito famosas e que podem competir diretamente com Marvel e DC.

Entre os comics publicados pela Dark Horse, encontramos licenças que já receberam adaptações nos cinemas, como 300 e Hellboy, que podem ser reiniciadas ou receber um remake com o novo acordo. Além disso, também existe a possibilidade de produzir spin-offs como o de Abe Sapien (de Hellboy).

No catálogo da Dark Horse também estão alguns sucessos recentes e que contam com um potencial enorme para triunfar, como foi o caso de The Umbrella Academy. Também podemos mencionar Black Hammer, uma história de super-heróis que é invejada pelos fãs da Marvel e da DC.

Porém, a Dark Horse não é tão especializada em super-heróis. De fato, a Netflix afirmou que os heróis são apenas o começo, e que a parceria deve se estender além disso, com histórias de terror, fantasia e entretenimento familiar, onde a Dark Horse tem muito a oferecer, como com Beast of Burden, ou clássicos como Weird Science.

 

bostancı escort