O Grito (Imagem: Divulgaçãio)

Os fãs de terror devem ficar atentos para a data 16 de janeiro de 2020, pois é quando estreia O Grito, dirigido por Nicolas Pesce, o filme será um reboot para a franquia iniciada com a produção de 2004 do diretor japonês Takashi Shimizu. A Sony Pictures lançou um novo vídeo dos bastidores da produção, que revela novos detalhes sobre a maldição que permeia todo o filme. (Confira no fim do post).

Estrelado pela atriz inglesa Andrea Riseborough, o enredo do novo filme irá transcorrer simultaneamente ao do remake americano.  O elenco também conta com participação do ator John Choo, que está atualmente em gravações para a live-action de Cowboy Bebop da Netflix.

A premissa divulgada pela Sony Pictures sugere que a história se passa nos Estados Unidos ao invés do Japão, como no filme de 2004. Ao todo este é quarto filme na franquia norte-americana de O Grito, o último havia sido “O Grito 3 – O inicio do fim” lançado em 2009 em um lançamento direto para o mercado de vídeo. O filme não escapou das criticas e planos para uma continuação foram postas na geladeira por sete anos, até que o reboot fora anunciado em 2018. 

“The Grudge”, como é conhecida em inglês, é uma franquia surgida em 2004 através do remake da produção japonesa “Jun-On” que explora a história de Kayako, seu filho Toshio e a casa assombrada por eles em Nerima, localizada nos arredores de Tóquio. Jun-On, por sua vez, integra uma franquia japonesa de filmes, quadrinhos, livros (e até mesmo um jogo para Wii) que se iniciou em 1998.

No Japão o último filme “canônico” da franquia foi o crossover Sadako v. Kayako que explora um confronto entre Kayako com outra personagem conhecida dos filmes de terror no Japão e no ocidente; Sadako da franquia “O Chamado” ou como é conhecida em japonês “Ringu”.

Ambos os filmes são tidos como percursores do “J-Horror” e creditados por popularizar os filmes de horror japonês no ocidente entre o final dos anos 1990 e começo de 2000.

Comentários

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui